Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Jun de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Trump chama israelenses e palestinos a tomar decisões difíceis - Jornal Brasil em Folhas
Trump chama israelenses e palestinos a tomar decisões difíceis


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez nesta terça-feira, em Jerusalém, um chamado a israelenses e palestinos a tomar decisões difíceis para alcançar a paz, mas sem afirmar publicamente como pensa em alcançar o que chamou de acordo definitivo para resolver o conflito histórico.

Trump viajou depois para Roma com o objetivo de fazer uma visita relâmpago de 19 horas durante a qual será recebido pela primeira vez no Vaticano pelo papa Francisco, um encontro delicado pelos atritos que ambos protagonizaram.

Depois de suas reuniões, na segunda-feira com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, em Jerusalém, e nesta terça-feira com o presidente palestino, Mahmud Abbas, em Belém (na Cisjordânia Ocupada), o próprio Trump afirmou que está pessoalmente decidido a ajudar a alcançar um acordo, e destacou que ambos os lados querem a paz.

Entretanto, alcançar a paz não será fácil, todos sabemos, lançou durante o segundo e último dia de sua visita. As duas partes deverão tomar decisões difíceis, disse na presença de Netanyahu.

O chamado a tomar decisões difíceis, que recorda os esforços fracassados de seus antecessores, foi o único momento em que Trump fez referência direta às duas partes.

Durante sua estadia de menos de 30 horas, Trump evitou mencionar uma solução de dois Estados, o que envolve a criação de um Estado palestino independente.

Esta solução continua sendo a referência para grande parte da comunidade internacional. Mas Trump alertou os palestinos em fevereiro para que se afastassem desta ideia.

- Fazer todo o possível -

O presidente americano não tratou publicamente sobre questões concretas como a colonização, as fronteiras e o status de Jerusalém. Tampouco mencionou sua promessa de transferir a embaixada de seu país de Tel Aviv para Jerusalém, assunto muito sensível para palestinos e árabes em geral.

Durante o encontro em Belém, Abbas expressou novamente o sonho palestino de um Estado independente, com as fronteiras de 1967, um Estado palestino com Jerusalém leste como capital, vivendo junto ao Estado de Israel em segurança e em paz.

A curta passagem de Trump por Belém ficou obscurecida pelo atentado que matou 22 pessoas na saída do show de Ariana Grande, na noite de segunda-feira em Manchester. Trump começou sua declaração com Abbas condenando um ato de perdedores maléficos.

O atentado, reivindicado pelo grupo Estado Islâmico (EI) atingiu pessoas jovens, bonitas e inocentes, que viviam e desfrutavam de sua vida, acrescentando que os terroristas e os extremistas, assim como os que os apoiam, devem ser eliminados para sempre de nossas sociedades.

Trump mencionou somente o conflito israelense-palestino em termos gerais, declarando querer fazer todo o possível para ajudar israelenses e palestinos a alcançar a paz que lhes foge há quase 70 anos.

- Não com Donald J. Trump! -

Trump, que dava seus primeiros passos sobre o terreno de um dos conflitos mais antigos do mundo, contemplou uma das realidades mais chocantes ao percorrer a estrada de Jerusalém a Belém.

Seu comboio cruzou o muro erguido por Israel para se proteger dos ataques palestinos e pelo não menos impressionante checkpoint que controla a passagem de Belém a Jerusalém.

Uma grande parte da cidade de Belém vive à sombra do muro, uma barreira de segurança para os israelenses e um muro do apartheid para os palestinos.

O horizonte entre israelenses e palestinos nunca pareceu tão obscuro e distante. As últimas negociações, com a mediação dos Estados Unidos, estagnaram em 2014.

O ano de 2017 marca o 50º aniversário da ocupação e colonização dos israelenses nos territórios palestinos.

Durante os dois dias de visita, Trump expôs uma visão da solução do conflito, diretamente relacionada com a resolução dos problemas da região.

A convergência de interesses entre os países árabes e Israel ante a ameaça do extremismo e do Irã representa, em seu julgamento, uma rara oportunidade, que poderia acabar com o conflito israelense-palestino, disse.

Trump também multiplicou as declarações e os atos de amizade com Israel e com o povo judeu. Depois de ser o primeiro presidente dos Estados Unidos em exercício a visitar o Muro das Lamentações, depositou flores no memorial da Shoah.

O chefe de Estado americano prometeu defender Israel. Os dirigentes iranianos pedem frequentemente a destruição de Israel. Não com Donald J. Trump, declarou.

 

Últimas Notícias

Tortura em centros do país para jovens infratores choca órgãos internacionais
Lívia Andrade e Klara Castanho defendem Maisa após fora em Dudu Camargo
Temer minimiza derrota na reforma trabalhista e diz que Brasil vai ganhar no plenário
STF adia julgamento de prisão e afastamento de Aécio do Senado
Chanceler brasileiro defende maior cooperação econômica entre os Brics
Responsável por atropelamento em Londres gritou: vou matar muçulmanos
Presidente de Portugal pede que esforços se voltem agora para combate ao fogo
México diz que atos contra missão venezuelana na OEA ocorrem em país livre

MAIS NOTICIAS

 


POP & ARTE
Lívia Andrade e Klara Castanho defendem Maisa após fora em Dudu Camargo

Lívia Andrade e Klara Castanho saíram em defesa de Maisa Silva após ela ter sido criticada na web pelos "foras" que deu no apresentador Dudu Camargo no "Jogo dos Pontinhos".

 
 
POLÍTICA
Temer minimiza derrota na reforma trabalhista e diz que Brasil vai ganhar no plenário

O presidente Michel Temer minimizou a derrota sobre a reforma trabalhista e afirmou que “o Brasil vai ganhar no plenário”.

 
 
POLÍTICA
STF adia julgamento de prisão e afastamento de Aécio do Senado

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu nesta terça-feira a análise do pedido de prisão feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG).

 
 
MUNDO
Irmão é visto entrando em prédio onde Joesley mora em Nova York

José Batista Júnior, irmão mais velho de Joesley e Wesley Batista, foi visto entrando na manhã desta quarta (24) no edifício onde Joesley tem um apartamento em Nova York.

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 





HOME - EDIÇÃO DE HOJE - GO - DF - SP - RIO - BRASIL - MUNDO - ECONOMIA - TECNOLOGIA - CIÊNCIA - SAÚDE - CULTURA - ESPORTES - VIAGENS - CINEMA - VÍDEOS - CUPONS - ANUNCIE

© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212