Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


27 de Jun de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Estado Islâmico reivindica atentado que matou 22 em Manchester - Jornal Brasil em Folhas
Estado Islâmico reivindica atentado que matou 22 em Manchester


O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou nesta terça-feira, em um comunicado, a autoria do atentado que deixou ao menos 22 mortos e 59 feridos nesta segunda-feira à noite na saída de um show da cantora Ariana Grande em Manchester, oeste da Inglaterra.

Uma menina de 8 anos, Saffie Rose Roussos, foi a segunda vítima identificada depois de Georgina Callander, de 18 anos, uma estudante também de Lancashire, no atentado.

De acordo com a imprensa britânica, Saffie assistiu ao show na Manchester Arena ao lado da mãe e da irmã.

Um comunicado publicado pelo EI por meio de um de seus canais de comunicação nas redes sociais indica que um dos soldados do califado colocou uma bomba no meio da multidão durante o show. O grupo também ameaça cometer outros ataques.

O autor do atentado suicida pretendia provocar a maior carnificina possível com o ataque, que tem crianças e adolescente entre as vítimas, afirmou nesta terça-feira a primeira-ministra britânica Theresa May.

A polícia também anunciou a detenção, relacionada à investigação do caso, de um homem de 23 anos na zona sul de Manchester.

Sabemos que apenas um terrorista explodiu um artefato de fabricação caseira perto de uma das saídas do local, escolhendo deliberadamente o momento e o local para provocar uma carnificina máxima, disse May em Downing Street.

A primeira-ministra informou que a polícia acredita conhecer a identidade do autor do atentado, executado na Manchester Arena ao final do show da cantora pop americana.

A polícia e as forças de segurança acreditam conhecer a identidade do criminoso, mas neste ponto das investigações não podem confirmar seu nome, declarou.

As forças de segurança acreditam que o atentado foi cometido por apenas um homem, mas precisam saber se atuava sozinho ou era parte de um grupo, completou a primeira-ministra, que presidiu uma reunião urgente do gabinete de Segurança.

Caos completo

O número de mortos pode aumentar, uma vez que alguns dos 59 feridos hospitalizados estão em estado grave, segundo May, que chegou no início da tarde em Manchester, terceira maior cidade do país.

Entre os feridos, há 12 crianças com menos de 16 anos, segundo indicou David Radcliffe, diretor do serviço de ambulâncias da cidade.

Pais desesperados continuavam à procura de seus filhos, lançando apelos nas redes sociais, enquanto uma estrutura foi montada no estádio de futebol do Manchester City para as vítimas e os parentes.

Havia muitas crianças e adolescentes como minha filha no show. É uma tragédia, lamentou Stephanie Hill, que assistiu ao show com sua filha Kennedy.

Alguns pais carregavam as filhas nos braços com lágrimas, contou à AFP Sebastian Díaz, um jovem de 19 anos de Newcastle.

A arena ficou pavorosamente em silêncio durante cinco ou seis segundos, que pareceram mais longos, e depois todo mundo correu em todas as direções, afirmou à AFP Kennedy.

As pessoas caiam umas sobre as outras. Foi um completo caos. Queríamos sair o mais rápido possível porque achávamos que poderia haver alguém atirando, relatou ainda.

- Condenações em todo o mundo -

A rainha Elizabeth II chamou de ato bárbaro o atentado suicida de Manchester na segunda-feira à noite.

A nação inteira está chocada (...) expresso minha mais profunda simpatia a todos os afetados por esse terrível evento, em particular as famílias e próximos daqueles que foram mortos ou feridos neste ato bárbaro, declarou a rainha em um comunicado.

O ataque de Manchester é o mais grave no Reino Unido desde julho de 2005, quando vários atentados suicidas deixaram 52 mortos, incluindo quatro terroristas, e 700 feridos no metrô e em um ônibus de dois andares de Londres. Esta ação foi reivindicada por um grupo que dizia pertencer à Al-Qaeda.

Acontece dois meses após o realizado perto do Parlamento de Londres, que fez 5 mortos e que foi igualmente reivindicado pelo EI.

Nossa solidariedade com o povo do Reino Unido é total, declarou o presidente americano Donald Trump, condenando os perdedores maléficos por trás do atentado.

Tantos jovens, belos, inocentes vivendo e apreciando suas vidas assassinados por perdedores maléficos, afirmou Trump durante uma visita ao Oriente Médio.

A chanceler alemã Angela Merkel expressou sua tristeza e horror, enquanto o presidente russo Vladimir Putin declarou que está disposto a desenvolver a cooperação antiterrorista após o atentado cínico e desumano.

O presidente da França, Emmanuel Macron, expressou horror e consternação com o atentado.

Reforço da segurança

O prefeito de Londres, Sadiq Khan, anunciou o reforço da segurança nas ruas da capital da Inglaterra.

Estou em contato constante com a Polícia Metropolitana, que está revisando o dispositivo de segurança em Londres. Os londrinos verão mais policiais em nossas ruas, disse Khan.

Ariana Grande tinha uma apresentação prevista para a Arena O2 de Londres na quinta-feira.

Devastada. Do fundo do meu coração, sinto muito. Não tenho palavras, escreveu a cantora no Twitter.

O atentado provocou a suspensão dos atos da campanha para as eleições de 8 de junho na Grã-Bretanha e aconteceu exatamente dois meses depois do ataque perto do Parlamento de Londres que deixou cinco mortos, quando um homem avançou com seu carro contra uma multidão e esfaqueou um policial.

O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos anunciou medidas de segurança reforçadas em e nos arredores dos locais e eventos públicos.

O nível de ameaça de atentados no Reino Unido é severo, o segundo mais elevado na escala do governo, e significa que é altamente provável que aconteçam atentados.

O nível mais elevado na escala é o crítico, ativado em caso de ameaça iminente.

 

Últimas Notícias

Tortura em centros do país para jovens infratores choca órgãos internacionais
Lívia Andrade e Klara Castanho defendem Maisa após fora em Dudu Camargo
Temer minimiza derrota na reforma trabalhista e diz que Brasil vai ganhar no plenário
STF adia julgamento de prisão e afastamento de Aécio do Senado
Chanceler brasileiro defende maior cooperação econômica entre os Brics
Responsável por atropelamento em Londres gritou: vou matar muçulmanos
Presidente de Portugal pede que esforços se voltem agora para combate ao fogo
México diz que atos contra missão venezuelana na OEA ocorrem em país livre

MAIS NOTICIAS

 


POP & ARTE
Lívia Andrade e Klara Castanho defendem Maisa após fora em Dudu Camargo

Lívia Andrade e Klara Castanho saíram em defesa de Maisa Silva após ela ter sido criticada na web pelos "foras" que deu no apresentador Dudu Camargo no "Jogo dos Pontinhos".

 
 
POLÍTICA
Temer minimiza derrota na reforma trabalhista e diz que Brasil vai ganhar no plenário

O presidente Michel Temer minimizou a derrota sobre a reforma trabalhista e afirmou que “o Brasil vai ganhar no plenário”.

 
 
POLÍTICA
STF adia julgamento de prisão e afastamento de Aécio do Senado

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu nesta terça-feira a análise do pedido de prisão feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG).

 
 
MUNDO
Irmão é visto entrando em prédio onde Joesley mora em Nova York

José Batista Júnior, irmão mais velho de Joesley e Wesley Batista, foi visto entrando na manhã desta quarta (24) no edifício onde Joesley tem um apartamento em Nova York.

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 





HOME - EDIÇÃO DE HOJE - GO - DF - SP - RIO - BRASIL - MUNDO - ECONOMIA - TECNOLOGIA - CIÊNCIA - SAÚDE - CULTURA - ESPORTES - VIAGENS - CINEMA - VÍDEOS - CUPONS - ANUNCIE

© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212