Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Set de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Coalizão internacional mata maior número de civis na Síria em um mês - Jornal Brasil em Folhas
Coalizão internacional mata maior número de civis na Síria em um mês


A coalizão internacional liderada por Washington executou, entre 23 de abril e 23 de maio, os ataques aéreos mais sangrentos contra civis em um período de um mês desde 2014, afirmou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Entre 23 de abril e 23 de maio, os ataques da coalizão provocaram a morte de 225 civis, entre eles 44 menores de idade e 36 mulheres. O balanço mais grave de vítimas civis desde o início de sua intervenção na Síria em setembro de 2014, indicou o OSDH.

Este é o maior número de mortes de civis num mês. Há uma verdadeira escalada, declarou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahmane.

Durante o mesmo período, 122 combatentes do grupo Estado Islâmico (EI) foram mortos, bem como oito membros das forças pró-regime, perto de Al-Tanaf, na fronteira sírio-iraquiana em 18 de maio, disse ele.

Anteriormente, o período mais violento para os civis era que o de 23 de fevereiro a 23 de março de 2017, com 220 mortos, indicou.

Pelo menos 1.481 civis foram mortos em ataques aéreos da coalizão internacional desde o início da sua intervenção na Síria contra os extremistas, de acordo com o OSDH.

Um porta-voz militar americano afirmou este mês que os ataques da coalizão no Iraque e na Síria mataram acidentalmente 352 civis desde o início da campanha de bombardeios.

A coalizão começou a atacar o EI no Iraque em agosto de 2014 e expandiu suas operações na Síria no mês seguinte.

Além dos ataques aéreos, as forças especiais dos países da coalizão aconselham e ajudam as forças sírias, iraquianas e curdas no terreno.

O EI enfrenta atualmente duas ofensivas contra os seus redutos de Mossul, no Iraque, e Raqa, na Síria, lideradas por forças locais apoiadas pela coalizão internacional.

No início de abril, o presidente dos Estados Unidos Donald Trump prometeu destruir o EI e proteger a civilização.

 

Últimas Notícias

Terremoto mata mais de 20 crianças em escola do México
“CPMI da JBS precisa de base técnica antes de iniciar depoimentos”, diz Caiado
Câmara de Aparecida faz homenagem aos servidores da Polícia Civil
Juca de Lima estreia exposição de arte no HGG
Iris: “Governador teve visão extraordinária de futuro e se antecipou à crise de abastecimento”
Experiências na Natureza vai desenvolver atividades de turismo nos parques estaduais e em áreas naturais de Goiás
Divulgada relação de shows regionais selecionados para o Canto 2017
Coro Sinfônico Jovem apresenta Cantos Da Terra

MAIS NOTICIAS

 

Países avançam sobre Acordo de Paris; EUA mantém posição
 
 
Ryanair vai cancelar 2 mil voos para melhorar pontualidade
 
 
Facebook abre laboratório de inteligência artificial no Canadá
 
 
Londres em alerta máximo enquanto procura autor de atentado no metrô
 
 
S&P eleva nota da dívida de Portugal
 
 
Mais da metade dos pilotos da Avianca entrará em greve na Colômbia

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212