Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jul de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Cautela, proteção e reavaliação de exposições: o que fazer com os investimentos diante da crise política - Jornal Brasil em Folhas
Cautela, proteção e reavaliação de exposições: o que fazer com os investimentos diante da crise política


Em um cenário de incertezas na política brasileira, com desvalorização de ativos, queda da bolsa e grande volatilidade, investidores se perguntam: como agir a partir de agora?

Celson Placido, estrategista -chefe da XP Investimentos e Luciano Telo, head de alocação da XP Advisory, realizaram um webinar na última segunda-feira (22) em que explicam a situação do mercado e as melhores opções para os investidores. Segundo eles, o momento atual deve ser de cautela, proteção, e reavaliação de exposições. “Nesse momento a gente vai reavaliar as posições, mas não necessariamente trocar [os ativos]. É preciso calma, temos que avaliar o que vai acontecer com o mercado para ver se é preciso tomar alguma decisão ou não”, afirma Telo.

Celson Placido, estrategista chefe da XP Investimentos explica que em momentos de crise, como o atual, é recomendado o mínimo de movimentações possíveis. De acordo com ele, seria necessária uma ruptura do cenário político para que decisões concretas pudessem ser tomadas, o que ainda não aconteceu. A expectativa de juros, por sua vez, mudou. “Antes acreditava-se que a taxa Selic ia cair 1,25%. Hoje, porém, espera-se que caia entre 0,75% e 1%”, diz Placido.

Com relação ao cenário de ações, Placido afirma que ainda há ativos atrativos. Segundo ele, investidores que têm exposição em ações podem optar por operações estruturadas, que funcionam como uma proteção. “Quem tem exposição na bolsa, é melhor montar uma proteção por meio de produtos estruturados, os chamados ‘fence’ (cerca em tradução literal), em que você captura uma alta, mas também se protege de uma queda”. Para quem não tem exposição na bolsa, mas possui perfil agressivo, a recomendação é começar a comprar agora, também via proteção e via certificado de operações estruturadas.

Na opinião de Luciano Telo, pessoas que aplicam em fundos multimercados não devem optar por sair neste momento. “Foi praticamente impossível evitar uma queda de quinta para sexta (data em que a imprensa divulgou parte do conteúdo da conversa entre Joesley Batista e o presidente Michel Temer). Praticamente todos os ativos que podem fazer parte da carteira de um multimercado - prefixado, ativos ligados à inflação, Bolsa - tiveram queda. Mas o fundo multimercado tem um mandato. Eles têm limite de risco e você confia que o gestor tem capacidade de continuar gerindo em vários tipos de mercados diferentes. Então achamos que o ideal é seguir com a posição [nos fundos multimercados] mesmo com um cenário de incertezas pela frente, diz Telo.

Já no que diz respeito à renda fixa, Telo afirma que as debêntures incentivadas com remuneração atrelada à inflação continuam sendo bons investimentos. “Tem ganho real, com isenção de IR, seu capital vai apreciar. Faz sentido ter isso ao longo do tempo”, diz.

 

Últimas Notícias

Em Nice, feridas seguem abertas em famílias despedaçadas por atentado
Iceberg gigante se desprende da Antártica
Washington limita compra de software da empresa russa Kaspersky
Nova York anuncia plano de US$ 32 milhões contra ratos
Cientistas desenvolvem método não invasivo para avaliar artérias coronárias
Pequenas mudanças nos hábitos alimentares podem prolongar vida
Novo exame de sangue pode ajudar na detecção precoce do câncer de pâncreas
Chile experimenta semáforo para viciados em smartphones

MAIS NOTICIAS

 


MUNDO
George Pell se defende: abuso sexual é abominável

O Cardeal George Pell afirmou nesta quinta-feira que entraria de licença do Vaticano para retornar à Austrália e lutar contra as acusações de abuso sexual infantil.

 
 
TECNOLOGIA
iPhone chegava há 10 anos; conheça a birra que levou Steve Jobs a criá-lo

Alguns dos maiores aparelhos surgem de um momento de inspiração de um designer. Outros resultam de um avanço na tecnologia.

 
 
POLÍTICA
Indicada sob dúvidas, Dodge tem desafio de manter biografia intacta

A indicação da procuradora Raquel Dodge para a sucessão de Rodrigo Janot na chefia da Procuradoria-Geral da República naturalmente vem carregada de questionamentos.

 
 
POLÍTICA
STF envia denúncia contra Temer para a Câmara

A presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Cármen Lúcia, enviou nesta quinta (29) a denúncia contra o presidente Michel Temer para a Câmara dos Deputados.

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212