Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jun de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Temer aciona tropas federais para proteger Planalto e ministérios após vandalismo - Jornal Brasil em Folhas
Temer aciona tropas federais para proteger Planalto e ministérios após vandalismo


O presidente da República, Michel Temer, decretou uma ação de Garantia de Lei e da Ordem em Brasília. As tropas federais devem ser enviadas à Esplanada dos Ministérios. O objetivo, segundo o presidente, é preservar o Congresso Nacional e os prédios que abrigam os ministérios. Ao justificar sua decisão, Temer disse que atendia a um pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ao todo, serão dez companhias com 1.200 homens apenas do Exército. Ainda há tropas da Marinha e da Aeronáutica protegendo prédios oficiais.

A decisão foi comunicada em um rápido pronunciamento do ministro da Defesa, Raul Jungmann, na tarde desta quarta-feira (24/5), e publicada em uma edição extra do Diário Oficial da União. Os militares reforçarão a segurança pública até a próxima quarta-feira (31/5).

De acordo com Jungmann, a medida foi adotada após o protesto, previsto como pacífico, "degringolar na violência, no vandalismo, no desrespeito, e na agressão ao patrimônio público e na ameaça às pessoas". Também conforme o ministro, Temer classificou como "inaceitável a baderna" e disse que "não permitirá que atos como esses coloquem em risco a segurança da população e a preservação do patrimônio público".

Segundo o Ministério da Defesa, a Garantia da Lei e da Ordem é um instrumento que só pode ser utilizado por ordem expressa do presidente da República "em graves situações de perturbação da ordem em que há o esgotamento das forças tradicionais de segurança". Ela concede, provisoriamente, aos militares o direito de atuar com o poder de polícia.

Também conforme a pasta, a garantia foi usada recentemente em diversas comunidades do Rio de Janeiro; durante a onda de violência no Espírito Santo; na Copa do Mundo de 2014 e nos Jogos Olímpicos do ano passado.

Maia se explica no plenário

Questionado por deputados, especialmente os da oposição, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que sua solicitação ao presidente foi de uso de homens da Força Nacional de Segurança Pública. Ao afirmar isso, vários deputados reagiram com críticas e gritos. "Meu pedido foi de apoio da Força Nacional", justificou, acrescentando que o governo acabou, provavelmente, tomando a decisão que lhe pareceu mais adequada. A sessão na Câmara foi suspensa por 30 minutos após esse anúncio.

Ministro do STF se diz "preocupado" com decisão

Durante uma sessão no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Marco Aurélio Mello disse estar preocupado com a decisão de Temer. "Voto um pouco preocupado com o contexto e espero que a notícia não seja verdadeira. O chefe do poder Executivo teria editado um decreto autorizando o uso das Forças Armadas no Distrito Federal no período de 24 a 31 de maio", disse Mello antes de encaminhar seu voto. Os demais ministros não se manifestaram.

Confusão

O clima é bastante tenso na Esplanada nesta quarta-feira (24/5). Centrais sindicais convocaram um protesto contra as reformas propostas pelo governo federal e pela saída de Michel Temer da Presidência da República, que contou com a adesão de mais de 25 mil pessoas, segundo estimativas da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). Porém, durante a manifestação, os participantes entraram em confronto com a polícia. Os primeiros atiram pedras, garrafas e pedaços de madeira contra a PM, que responde com bombas de efeito moral e gás lacrimogênio.

Os manifestantes também atacaram e tentaram invadir prédios de diversos Ministérios. No do Planejamento, eles jogaram pedras. Já no da Agricultura, atearam fogo. Por determinação da Casa Civil da Presidência da República, o expediente foi encerrado em todas as pastas e todos os servidores foram liberados.

 

Últimas Notícias

Tortura em centros do país para jovens infratores choca órgãos internacionais
Lívia Andrade e Klara Castanho defendem Maisa após fora em Dudu Camargo
Temer minimiza derrota na reforma trabalhista e diz que Brasil vai ganhar no plenário
STF adia julgamento de prisão e afastamento de Aécio do Senado
Chanceler brasileiro defende maior cooperação econômica entre os Brics
Responsável por atropelamento em Londres gritou: vou matar muçulmanos
Presidente de Portugal pede que esforços se voltem agora para combate ao fogo
México diz que atos contra missão venezuelana na OEA ocorrem em país livre

MAIS NOTICIAS

 


POP & ARTE
Lívia Andrade e Klara Castanho defendem Maisa após fora em Dudu Camargo

Lívia Andrade e Klara Castanho saíram em defesa de Maisa Silva após ela ter sido criticada na web pelos "foras" que deu no apresentador Dudu Camargo no "Jogo dos Pontinhos".

 
 
POLÍTICA
Temer minimiza derrota na reforma trabalhista e diz que Brasil vai ganhar no plenário

O presidente Michel Temer minimizou a derrota sobre a reforma trabalhista e afirmou que “o Brasil vai ganhar no plenário”.

 
 
POLÍTICA
STF adia julgamento de prisão e afastamento de Aécio do Senado

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu nesta terça-feira a análise do pedido de prisão feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG).

 
 
MUNDO
Irmão é visto entrando em prédio onde Joesley mora em Nova York

José Batista Júnior, irmão mais velho de Joesley e Wesley Batista, foi visto entrando na manhã desta quarta (24) no edifício onde Joesley tem um apartamento em Nova York.

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 





HOME - EDIÇÃO DE HOJE - GO - DF - SP - RIO - BRASIL - MUNDO - ECONOMIA - TECNOLOGIA - CIÊNCIA - SAÚDE - CULTURA - ESPORTES - VIAGENS - CINEMA - VÍDEOS - CUPONS - ANUNCIE

© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212