Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jul de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Bomba usada em Manchester era potente e sofisticada (NYT) - Jornal Brasil em Folhas
Bomba usada em Manchester era potente e sofisticada (NYT)


A bomba detonada por um jovem suicida em Manchester na segunda-feira à noite, que deixou 22 mortos e 59 feridos, era potente e sofisticada, segundo fotos da polícia britânica reveladas e analisadas nesta quarta-feira pelo The New York Times (NYT).

A análise inicial da bomba, baseada em elementos fotografados e recolhidos na cena do crime, não permitem deduzir a quantidade ou o tipo de explosivo que compunha a carga, mas faz pensar que se tratava de um dispositivo artesanal fabricado depois de uma profunda reflexão e com cuidado, segundo o jornal americano.

O periódico publica com exclusividade oito fotos nas quais são vistos diferentes elementos do explosivo, do detonador a uma bateria, passando por fragmentos de uma mochila azul, pedaços de metal e de parafusos.

Estes elementos, analisados por pessoas especializadas em manejo de explosivos, e que foram consultadas pelo The New York Times, permitem deduzir que a bomba era potente, dotada de uma carga ultrarrápida e que o projétil foi colocado com cuidado e metodicamente para causar o maior dano possível.

A bomba era suficientemente potente para impulsionar o tórax do suicida para longe da explosão e causar a devastação em um grande semicírculo, onde estava a maioria das vítimas, segundo o jornal.

A publicação insiste no fato de que a bomba tinha um detonador pouco comum, com um pequeno circuito impresso e não um simples interruptor, como costumar ser. Isso poderia sugerir que havia um retardador, um receptor para ativá-lo à distância, ou uma combinação de ambos.

Segundo especialistas questionados pelo NYT, esta possível redundância poderia ter sido instalada para dar diferentes opções que permitiriam ativar o explosivo pelo suicida ou pela célula que planejou o atentado.

O dispositivo também contava com uma bateria mais potente do que as utilizadas normalmente para este tipo de artefato.

Todos estes sinais poderiam ser um indício de que o artífice tinha dificuldades de fabricar um detonador confiável.

 

Últimas Notícias

Em Nice, feridas seguem abertas em famílias despedaçadas por atentado
Iceberg gigante se desprende da Antártica
Washington limita compra de software da empresa russa Kaspersky
Nova York anuncia plano de US$ 32 milhões contra ratos
Cientistas desenvolvem método não invasivo para avaliar artérias coronárias
Pequenas mudanças nos hábitos alimentares podem prolongar vida
Novo exame de sangue pode ajudar na detecção precoce do câncer de pâncreas
Chile experimenta semáforo para viciados em smartphones

MAIS NOTICIAS

 


MUNDO
George Pell se defende: abuso sexual é abominável

O Cardeal George Pell afirmou nesta quinta-feira que entraria de licença do Vaticano para retornar à Austrália e lutar contra as acusações de abuso sexual infantil.

 
 
TECNOLOGIA
iPhone chegava há 10 anos; conheça a birra que levou Steve Jobs a criá-lo

Alguns dos maiores aparelhos surgem de um momento de inspiração de um designer. Outros resultam de um avanço na tecnologia.

 
 
POLÍTICA
Indicada sob dúvidas, Dodge tem desafio de manter biografia intacta

A indicação da procuradora Raquel Dodge para a sucessão de Rodrigo Janot na chefia da Procuradoria-Geral da República naturalmente vem carregada de questionamentos.

 
 
POLÍTICA
STF envia denúncia contra Temer para a Câmara

A presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Cármen Lúcia, enviou nesta quinta (29) a denúncia contra o presidente Michel Temer para a Câmara dos Deputados.

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212