Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Ago de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 As vítimas do atentado de Manchester - Jornal Brasil em Folhas
As vítimas do atentado de Manchester


Crianças, adolescentes, pais que haviam ido buscá-los... Os rostos e as histórias dos 22 mortos no atentado de Manchester, ocorrido na segunda-feira (22), vão sendo conhecidos aos poucos.

Sete mortos tinham menos de 18 anos e a vítima mais jovem tinha 8.

A divulgação dos nomes, fotos e histórias procede das famílias, amigos e colegas de trabalho. As autoridades não publicaram uma lista oficial.

O novo balanço de feridos passou de 59 a 75, 23 deles em estado crítico, segundo o NHS, o Serviço Nacional de Saúde.

. Mortos

- Saffie Rose Roussos, oito anos

Saffie Rose é a vítima mais jovem até agora. Foi para o show saindo de Leyland, no condado vizinho de Lincolnshire, com sua mãe e sua irmã de cerca de 20 anos, que ficaram feridas.

Chris Upton, o diretor de sua escola, a descreveu como uma menina bonita em todos os sentidos da palavra.

Todo mundo gostava dela, e lembraremos com afeto de sua calidez e amabilidade, explicou.

- Eilidh MacLeod, 14 anos

Escocesa, de Barra, nas ilhas Hébridas, foi ao show acompanhada de sua amiga Laura MacIntyre, de 15, que ficou gravemente feridas. Eilidh era vivaz e muito divertida. Amava música, ouvia Ariana e tocava gaita com um grupo, escreveram seus pais.

- Nell Jones, 14 anos

A escola Holmes Chapel Comprehensive School, 45 quilômetros ao sul de Manchester, anunciou a morte de Nell Jones nesta quarta-feira, expressando seu grande pesar pela perda de uma menina muito popular, sempre sorridente, sempre positiva, segundo seu professor David Wheeler.

- Sorrell Leczkowski, 14 anos

Sorrell Leczkowski tinha 14 anos e era de Leeds. Sua morte foi anunciada pela diretora de seu colégio, a Allerton High School. A mãe e a avó ficaram gravemente feridas na explosão.

- Olivia Campbell, 15 anos

Charlotte Campbell, que na terça-feira apareceu nas principais televisões britânicas pedindo ajuda para encontrar sua filha Olivia, anunciou que ela faleceu.

RIP minha queria filha Olivia, preciosa, linda, que foi levada para longe prematuramente. Vá cantar com os anjos e continue sorrido. Mamãe te ama, escreveu no Facebook, junto com uma foto da menina.

- Megan Hurley, 15 anos

Estudante de Halewood, perto de Liverpool. A campanha iniciada para pagar por seu funeral conseguiu em pouco tempo o dobro da meta inicial, que era de 3.000 libras.

- Chloe Rutherford e Liam Curry, um casal de adolescentes -

Chloe Rutherford, de 17 anos, e Liam Curry, 19, estavam desaparecidos desde a noite de segunda-feira.

Eram perfeitos um para o outro, em todos os aspectos, e estavam destinados a ficar juntos, disseram as famílias dos jovens em um comunicado conjunto. Eles viviam para conhecer novos lugares juntos e explorar distintas cidades. Queriam estar sempre juntos e agora estão.

- Georgina Callander, 18

Estudante universitária de Saúde e Assistência Social de Lancashire. No dia anterior ao show, a jovem publicou uma foto nas redes sociais abraçada com a cantora. FELIZ DE TE VER AMANHÃ, dizia a legenda da foto.

Georgina era uma jovem estudante adorável, muito popular entre seus colegas e os funcionários, e sempre aproveitou ao máximo as oportunidades dadas pela escola, afirmou em um comunicado sua antiga instituição de ensino, a Bishop Rawstorne Church of England Academy.

- Courtney Boyle, 19 anos, e seu padrastro Philip Tron, 32

Courtney Boyle era uma estudante que foi ao show acompanhada por seu padrastro, Philip Tron, anunciou a mãe da jovem, que perdeu a filha e o companheiro.

Os dois são agora meus anjos, voando alto no céu, escreveu a mulher.

- John Atkinson, 26

John Atkinson, de Bury, uma localidade a meia hora de Manchester, foi identificado por seus amigos como um dos mortos.

Sua conta no Facebook se converteu em um fórum de homenagem, um processo que pode ser realizado apenas se a família entrar em contato com a rede social e fizer uma solicitação nesse sentido.

John era um em um milhão, e muita gente gostava dele, escreveu Hayley Turk, uma amiga que organizou uma arrecadação para a família.

- Martyn Hett, 29

Gestor de Relações Públicas de Stockport, ao sul de Manchester, Hett foi ao show com um amigo. Seu irmão fez vários apelos nas redes sociais nas horas seguintes ao ataque, mas um amigo confirmou sua morte nesta quarta-feira.

Recebemos na noite passada a notícia de que nosso maravilhoso, carismático e lindo Martyn não sobreviveu, escreveu Stuart Spinall.

- Kelly Brewster, 32

Uma mãe de Sheffield, cidade ao norte da Inglaterra. Sua família e seus amigos procuraram por ela incessantemente na terça-feira, um dia depois do atentado, mas seu marido, Ian Hinslow, anunciou seu falecimento.

Tínhamos tantos planos juntos. Minha filha Phoebe ficará absolutamente destruída, como todos estamos, escreveu Hinslow.

- Elaine McIver, policial

A mulher, que não teve a identidade divulgada, era policial no condado de Cheshire, sul de Manchester, mas não estava de serviço no momento do atentado.

A família divulgou um comunicado que a descreve como uma filha, irmã, tia, amiga e colega muito apreciada por todos, que amava a vida e amava muito a música.

- Michelle Kiss, 45

Sua família anunciou a morte dessa mãe de três filhos. Sua família era sua vida, disseram, em um comunicado. Foi ao show para acompanhar as filhas, que sobreviveram.

- Alison Howe, 45, e Lisa Lees, 47

Alison e Lisa foram buscar suas filhas no show e não saíram vivas.

Nos tiraram uma mãe e uma madrasta maravilhosa e carinhosa. Foi incrível com todos nós, escreveu um parente de Howe.

Lisa se foi, mas nunca a esqueceremos. Te amo, Lisa, vou sentir sua falta, lamentou seu irmão, no Facebook.

- Jane Tweedle, 50

Mãe de três filhos, de 50 anos, segundo The Sun, Tweedle foi ao show buscar a filha de uma amiga. Era recepcionista em um liceu de Blackpool, na costa oeste da Inglaterra.

- Angelika Lis, 39 anos, e Marcin Klis, 42

Também foi confirmada a morte de Angelika e Marcin Klis, um casal polonês que vivia no Reino Unido e foi ao show buscar suas filhas, informou o ministro das Relações Exteriores da Polônia, Witold Waszczykowski.

Os pais foram no fim do show buscar suas filhas e, infelizmente, temos a informação de que morreram. As crianças estão bem, disse o ministro Waszczykowski a uma rádio polonesa.

- Wendy Fawell, 50 anos

De Otley, perto de Leeds (norte), estava no show com uma amiga e as filhas de ambas, que sobreviveram.

A escola do ensino fundamental na qual trabalhava confirmou a morte no Twitter. Uma amiga da família disse à BBC que era a pessoa mais adorável que poderia encontrar. Fazia qualquer coisa por você, era espantosa.

 

Últimas Notícias

Moradores do Rosa dos Ventos comemoram chegada da nova Unidade Básica de Saúde
Samsung anuncia lucro recorde e caminha para superar Apple
Vendas da Amazon crescem, mas investimentos fazem lucro recuar
Nave tripulada Soyuz MS-05 decola rumo à Estação Espacial Internacional
Missão científica chega à Estação Espacial Internacional
Tesla apresenta seu primeiro carro popular
Geólogos encontram novas pistas sobre maior extinção mundial
NASA fará teste de defesa da Terra com asteroide real em 12 de outubro

MAIS NOTICIAS

 


CIDADES
Agetul diz que não ‘vê motivo’ para indenizar vítimas Mutirama

O presidente Agetul, Alexandre Magalhães, responsável pelo Parque Mutirama, disse que “não vê motivo” para indenizar as 13 pessoas que se feriram depois de um problema no brinquedo Twister.

 
 
ESPORTE
Neymar evita mal-estar com o Barcelona na apresentação no PSG

Suas primeiras palavras como jogador do Paris Saint Germain (PSG) giraram em torno de uma única ideia. “Quero desafios maiores”, repetiu Neymar em sua apresentação aos meios de comunicação em uma sala de imprensa lotada.

 
 
POLÍTICA
Partidos da base pressionam Temer por cargos de infiéis em votação

Partidos da base aliada de Michel Temer que votaram em massa a favor do presidente, derrubando a denúncia da Procuradoria-Geral da República.

 
 
MUNDO
George Pell se defende: abuso sexual é abominável

O Cardeal George Pell afirmou nesta quinta-feira que entraria de licença do Vaticano para retornar à Austrália e lutar contra as acusações de abuso sexual infantil.

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212