Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jun de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Para novo presidente do BNDES, banco deve permanecer com absoluta transparência - Jornal Brasil em Folhas
Para novo presidente do BNDES, banco deve permanecer com absoluta transparência


O economista Paulo Rabello de Castro, indicado pelo presidente Michel Temer para a presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), disse hoje (29), durante coletiva de imprensa, que o banco terá que permanecer com absoluta transparência e prestação de contas contínua de todas as suas atividades.

Castro vai substituir a também economista Maria Sílvia Bastos Marques, que pediu demissão na sexta-feira (26). Ele disse que precisa se inteirar mais sobre a atuação da instituição, mas que a maior garantia da sua futura administração é a própria Maria Sílvia. “Sucedo a Maria Sílvia e isso me dá a garantia suficiente que de certamente encontro uma casa que enfrenta desafios, mas casa arrumada”, disse.

Para ocupar o cargo, Castro deixa o comando do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o qual assumiu há quase 11 meses. O economista disse que, a exemplo da sua chegada no IBGE, não pretende fazer alterações na diretoria do BNDES. “A minha política será chegar sem bagagem e sem pedidos de indicação de qualquer espécie, porque não funcionamos aqui no IBGE assim e não funcionaremos assim no BNDES. Aliás, um recado vocês podem dar [se referindo aos jornalistas], por favor não telefonem ao Paulo Rabello, porque será inútil”, disse.

A coletiva de imprensa ocorreu após a solenidade de comemoração dos 81 anos do IBGE, com a presença do ex-presidente, de funcionários e de aposentados da instituição.

Críticas

Em resposta a possíveis críticas que Maria Sílvia teria recebido de empresários que estariam insatisfeitos com a demora na liberação de financiamentos do BNDES e com a substituição da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) pela Taxa de Longo Prazo (TLP), que para alguns setores vai aumentar o nível de juros nos empréstimos, o futuro presidente usou uma metáfora e disse que o BNDES tem que ser como um pai que ajuda a caminhar e também sabe soltar a bicicleta para que o filho toque a sua vida para frente. “Empresário brasileiro não precisa de subsídio, precisa de normalidade, o que requer o abandono da ideia de que tem que ter segmentos subsidiados”.

Castro disse que talvez possa ser analisado o processo de avaliação de projetos para tentar reduzir o prazo para a liberação dos financiamentos. No entanto, ponderou, é preciso começar a fazer o exercício do desapego ao subsídio, que quer dizer, de acordo com ele, levar o Brasil a convergir para a normalidade.

“O principal apoio que o BNDES pode dar ao mercado é a disponibilidade do recurso. Não é o coeficiente do subsídio, que decorre do grau de distorção que, historicamente, o Brasil opera com taxas mais elevadas do mundo”, disse. “BNDES é banco de fomento, banco de desenvolvimento, banco de criatividade, de sustentabilidade”.

Coleção de problemas

Para o presidente, o banco tem uma coleção de problemas instalados no passado, que se transformou em um passivo de dívidas em todos os sentidos e precisa ser estruturado. Ele também destacou a baixa demanda por financiamentos.

“A procura também andou rareando nos últimos 12 ou 24 meses. Os PIBs [Produto Interno Bruto, soma das riquezas produzidas em um país] trimestrais que estamos publicando mostram que os investimentos, que é a área da chamada formação bruta de capital fixo, tem tido variações negativas, ou seja, quedas atrás de quedas durante meses seguidos. A tradução disso é que a demanda pelo produto do BNDES anda também bastante fraca”.

De acordo com Castro, em qualquer fase recessiva de um ciclo, toda instituição financeira, mesmo a de fomento, tem uma atitude conservadora na oferta de crédito. Ele explica que mesmo sendo uma instituição de fomento, nem por isso o BNDES deve deixar de ter o fiel cumprimento de todas as suas balizas prudenciais. “Quando se junta uma demanda rala com uma espécie de reforço nas regras prudenciais, o resultado final é menos crédito concedido”.

A data da posse de Castro ainda depende de confirmação por causa das agendas dos ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira, mas em princípio será na quinta-feira (1º) à tarde, no auditório do BNDES, no centro do Rio.

IBGE

Castro disse que teve um encontro, hoje, em Brasília, com o ministro Dyogo Oliveira, e sugeriu que fosse escolhido alguém do quadro interno do IBGE para ocupar a presidência do órgão, embora a entrada de uma pessoa de fora possa trazer um olhar externo interessante para a administração.

“Continuidade se faz muitas vezes com o pessoal da casa e, portanto, sou muito favorável para que, eventualmente, seja alçado a presidir a casa alguém da casa”, disse, apontando, que o IBGE precisa completar a sua reformulação estatutária, instalar as comissões de geografia, estatística e ambiente em 5.570 municípios para que todo o Brasil, dentro de mais alguns meses, esteja conectado de forma virtual com o instituto.

Entre os pontos positivos alcançados na sua gestão está conclusão do plano decenal definido para o período 2017/ 2027, com prioridades do IBGE em cinco áreas que começam com a letra S: Segurança Pública, Seguridade Social, Saneamento, Saúde e Sustentabilidade.

Castro disse que no dia 29 de junho começará a Pesquisa de Orçamento Familiar (POF), importante para sinalizar o funcionamento dos mercados e ponderações dos índices de inflação. No dia 1º de outubro será a vez do Censo Agro. Além disso, há as medições da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), que, segundo ele, não pode falhar um dia sequer.

O economista disse que, apesar da restrição orçamentária que enfrenta ao longo dos anos, o serviço da instituição é realizado e festejou a troca de equipamentos do serviço de informática do IBGE, que vai permitir uma melhoria no acesso e depósito de dados.

Ainda em Brasília, Paulo Rabello teve também uma audiência rápida com o presidente Michel Temer para saber as diretrizes na presidência do BNDES. Ele disse que o presidente pediu apenas que o banco continuasse dando atenção aos micro, pequenos e médios empresários.

 

Últimas Notícias

Tortura em centros do país para jovens infratores choca órgãos internacionais
Lívia Andrade e Klara Castanho defendem Maisa após fora em Dudu Camargo
Temer minimiza derrota na reforma trabalhista e diz que Brasil vai ganhar no plenário
STF adia julgamento de prisão e afastamento de Aécio do Senado
Chanceler brasileiro defende maior cooperação econômica entre os Brics
Responsável por atropelamento em Londres gritou: vou matar muçulmanos
Presidente de Portugal pede que esforços se voltem agora para combate ao fogo
México diz que atos contra missão venezuelana na OEA ocorrem em país livre

MAIS NOTICIAS

 


POP & ARTE
Lívia Andrade e Klara Castanho defendem Maisa após fora em Dudu Camargo

Lívia Andrade e Klara Castanho saíram em defesa de Maisa Silva após ela ter sido criticada na web pelos "foras" que deu no apresentador Dudu Camargo no "Jogo dos Pontinhos".

 
 
POLÍTICA
Temer minimiza derrota na reforma trabalhista e diz que Brasil vai ganhar no plenário

O presidente Michel Temer minimizou a derrota sobre a reforma trabalhista e afirmou que “o Brasil vai ganhar no plenário”.

 
 
POLÍTICA
STF adia julgamento de prisão e afastamento de Aécio do Senado

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu nesta terça-feira a análise do pedido de prisão feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG).

 
 
MUNDO
Irmão é visto entrando em prédio onde Joesley mora em Nova York

José Batista Júnior, irmão mais velho de Joesley e Wesley Batista, foi visto entrando na manhã desta quarta (24) no edifício onde Joesley tem um apartamento em Nova York.

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 





HOME - EDIÇÃO DE HOJE - GO - DF - SP - RIO - BRASIL - MUNDO - ECONOMIA - TECNOLOGIA - CIÊNCIA - SAÚDE - CULTURA - ESPORTES - VIAGENS - CINEMA - VÍDEOS - CUPONS - ANUNCIE

© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212