Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jun de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Governo autoriza pagamento aos servidores do TJGO de correção salarial por perdas da URV - Jornal Brasil em Folhas
Governo autoriza pagamento aos servidores do TJGO de correção salarial por perdas da URV


Servidores e magistrados do Poder Judiciário recebem a partir desta sexta-feira (09/06) o pagamento das diferenças salariais relativas à conversão do Cruzeiro Real para a Unidade Real de Valor (URV), moeda provisória que deu origem ao Real. Como representante do governador Marconi Perillo, a autorização foi feita pelo vice-governador José Eliton nesta quinta-feira (08/06), durante solenidade na sede do TJGO com a presença do presidente da instituição, desembargador Gilberto Marques Filho.

Mais de 6 mil servidores receberão o pagamento das diferenças apuradas na conversão dos vencimentos em URV, do período de 1994 a 2005. O pagamento para os servidores será feito em 100 parcelas, enquanto para os magistrados será em 130, começando a partir da folha do mês de maio.

José Eliton disse que conquistas históricas do funcionalismo público só são possíveis graças aos esforços do governo no sentido de manter o equilíbrio das contas públicas. Ele abordou, também, o trabalho conjunto entre poderes. “A construção do Estado Democrático de Direito só se dá por meio de trabalho respeitoso entre as instituições, o que permite apontar caminhos para a resolução de crises”, disse.

Ao comemorar a decisão, o presidente do TJGO, desembargador Gilberto Marques, relatou que o pagamento da Unidade Real de Valor (URV) foi tema de tratativas com o governador Marconi Perillo, a Secretaria de Fazenda (Sefaz) e a diretoria financeira do TJGO. “Por diversas vezes nos reunimos com o governador, que sempre demonstrou total dedicação na busca por solução desta demanda”, disse.

José Eliton pontuou o compromisso do Executivo no sentido de honrar compromissos com os servidores e a sociedade em geral. O evento contou com as presenças do deputado Humberto Aidar que, na ocasião, representou o presidente da Assembleia Legislativa, José Vitti, procurador-geral do Estado de Goiás, Alexandre Tocantins, e o secretário da Casa Civil e indicado à Secretaria da Fazenda, João Furtado.

Decisão
Após julgamento, a Corte Especial decidiu, por unanimidade, pelo pagamento dos valores com correção monetária sobre vencimentos e 13º salário dos servidores do TJ-GO. São, aproximadamente, R$ 600 milhões, com o pagamento em 100 parcelas mensais para os servidores e 130 parcelas aos juízes. José Eliton fez questão de ressaltar que a despesa mensal do Estado continuará dentro do limite máximo com a folha do Judiciário.

Em 2016, após 22 anos de espera, foi reconhecido, para servidores e magistrados do TJGO, o direito de receber as diferenças decorrentes da conversão monetária incorreta do Cruzeiro Real para URV. Em julgamento realizado, a Corte Especial decidiu, por unanimidade, pelo pagamento dos valores com correção monetária sobre vencimentos e 13º salário.

Anteriormente à implantação do Real (que se deu em junho de 1994), a lei determinou a conversão dos salários que eram pagos em Cruzeiros Reais para a URV (Unidade Real de Valor), que foi um índice que procurou refletir a variação do poder aquisitivo da moeda, servindo apenas como unidade de conta e referência de valores. A data de referência para a conversão foi fixada em 1º de março de 1994.

O presidente do TJGO, desembargador Gilberto Marques Filho, disse estar bastante feliz com a conquista desse direito, principalmente por ter sido um dos responsáveis por este feito. “Foi uma angústia tremenda nesse período todo, mas graças a Deus tivemos esse momento tão especial, tão importante. Me sinto muito feliz por ser um dos responsáveis pela conquista desse direito”, celebrou.

 

Últimas Notícias

Tortura em centros do país para jovens infratores choca órgãos internacionais
Lívia Andrade e Klara Castanho defendem Maisa após fora em Dudu Camargo
Temer minimiza derrota na reforma trabalhista e diz que Brasil vai ganhar no plenário
STF adia julgamento de prisão e afastamento de Aécio do Senado
Chanceler brasileiro defende maior cooperação econômica entre os Brics
Responsável por atropelamento em Londres gritou: vou matar muçulmanos
Presidente de Portugal pede que esforços se voltem agora para combate ao fogo
México diz que atos contra missão venezuelana na OEA ocorrem em país livre

MAIS NOTICIAS

 


POP & ARTE
Lívia Andrade e Klara Castanho defendem Maisa após fora em Dudu Camargo

Lívia Andrade e Klara Castanho saíram em defesa de Maisa Silva após ela ter sido criticada na web pelos "foras" que deu no apresentador Dudu Camargo no "Jogo dos Pontinhos".

 
 
POLÍTICA
Temer minimiza derrota na reforma trabalhista e diz que Brasil vai ganhar no plenário

O presidente Michel Temer minimizou a derrota sobre a reforma trabalhista e afirmou que “o Brasil vai ganhar no plenário”.

 
 
POLÍTICA
STF adia julgamento de prisão e afastamento de Aécio do Senado

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu nesta terça-feira a análise do pedido de prisão feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG).

 
 
MUNDO
Irmão é visto entrando em prédio onde Joesley mora em Nova York

José Batista Júnior, irmão mais velho de Joesley e Wesley Batista, foi visto entrando na manhã desta quarta (24) no edifício onde Joesley tem um apartamento em Nova York.

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 





HOME - EDIÇÃO DE HOJE - GO - DF - SP - RIO - BRASIL - MUNDO - ECONOMIA - TECNOLOGIA - CIÊNCIA - SAÚDE - CULTURA - ESPORTES - VIAGENS - CINEMA - VÍDEOS - CUPONS - ANUNCIE

© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212