Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Set de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Farmacêuticos questionam negócio da maconha estatal no Uruguai - Jornal Brasil em Folhas
Farmacêuticos questionam negócio da maconha estatal no Uruguai


Os farmacêuticos do Uruguai se mostram céticos sobre a rentabilidade da venda de maconha sob o controle do Estado, segundo declarações difundidas nesta segunda-feira.

Os donos de farmácias, locais onde se deveria vender a maconha com fins recreativos no âmbito de uma lei de regulação aprovada em 2013, se mostram preocupados pela quantidade de inscritos no registro que permitirá o acesso à maconha estatal, e a consequente viabilidade do negócio.

Até agora não vimos nada concreto, não há um cronograma, não sabemos como vão preparar as pessoas que vão vender, disse ao jornal El Observador Martín Álvarez, gerente geral da San Roque, uma das maiores redes de farmácias do Uruguai.

O governo anunciou que a venda de maconha em farmácias, que estará disponível para cidadãos e residentes legais que se inscrevam em um registro oficial, começaria em julho.

Desde que começou o processo de inscrição, em 2 de maio, 4.339 pessoas foram registradas, segundo dados do Instituto de Regulação e Controle da Cannabis (IRCCA).

Se temos 5.000 possíveis clientes disseminados por todo o país, e a maioria deles estaria em Montevidéu, teríamos apenas 10 ou 20 clientes por mês no interior, o que de nenhuma forma é negócio, disse Álvarez ao jornal.

O presidente da Associação de Farmácias do Interior, que reúne os estabelecimentos fora da capital, Fermín Aguiñarena, disse à rádio local Carve nesta segunda-feira que muitos (farmacêuticos) estão esperando para ver o que acontece (...) para se registrarem ante o IRCCA.

Precisamos fazer os cálculos, afirmou Aguiñarena. O volume máximo mensal de compra de 40 gramas, a 0,30 de dólar, dá 12 dólares por mês. Isso tem que ser multiplicado pela quantidade de usuários. (...) Se forem 10 não dá resultado.

O Uruguai aprovou uma lei de Regulação da Cannabis que habilita três mecanismos para ter acesso legalmente à droga: o autocultivo em casa, o cultivo cooperativo em clubes e a venda de maconha produzida por empresas privadas controladas pelo Estado através de farmácias, última etapa que resta para implementar completamente a norma.

 

Últimas Notícias

Terremoto mata mais de 20 crianças em escola do México
“CPMI da JBS precisa de base técnica antes de iniciar depoimentos”, diz Caiado
Câmara de Aparecida faz homenagem aos servidores da Polícia Civil
Juca de Lima estreia exposição de arte no HGG
Iris: “Governador teve visão extraordinária de futuro e se antecipou à crise de abastecimento”
Experiências na Natureza vai desenvolver atividades de turismo nos parques estaduais e em áreas naturais de Goiás
Divulgada relação de shows regionais selecionados para o Canto 2017
Coro Sinfônico Jovem apresenta Cantos Da Terra

MAIS NOTICIAS

 

Países avançam sobre Acordo de Paris; EUA mantém posição
 
 
Ryanair vai cancelar 2 mil voos para melhorar pontualidade
 
 
Facebook abre laboratório de inteligência artificial no Canadá
 
 
Londres em alerta máximo enquanto procura autor de atentado no metrô
 
 
S&P eleva nota da dívida de Portugal
 
 
Mais da metade dos pilotos da Avianca entrará em greve na Colômbia

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212