Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


26 de Jul de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Cusco recebe o sol e Inca saúda drone no Inti Raymi - Jornal Brasil em Folhas
Cusco recebe o sol e Inca saúda drone no Inti Raymi


Nas alturas do templo Coricancha, o Inca eleva as mãos e recebe os primeiros raios do pai sol. É a festa do Inti Raymi no Peru. Só que são novos tempos e o imperador sabe disso: um drone sobrevoa sua cabeça, gravando a festa tradicional.

O 24 de junho é o dia em que o sol, depois de ter se distanciado, vence a escuridão e volta à Pachamama - Mãe Terra em quéchua. Para as civilizações atuais, trata-se do solstício de inverno no hemisfério sul. Para os incas, é o momento do Inti Raymi, a festa do sol.

Em 21, 22 e 23 de junho, o Sol está longe ainda, e no 24 o sol vence e inicia sua volta para a Pachamama, e ao voltar, promete a frutificação. Este é o simbolismo andino da festa solar, explicou à AFP o vice-ministro do Turismo, Rogers Valencia.

Pachacutec, o forjador do império inca, e sua Coya ou esposa, vão do Coricancha à praça principal de Cusco, no sudeste do Peru, para dar sua saudação. Ali, muros feitos de pedras perfeitas foram erguidos pelos antepassados, e convivem com edificações da colônia espanhola, a 3.500 metros de altitude.

A dois quilômetros, na esplanada da fortaleza de Sacsayhuaman, o aguardam cidadãos das quatro regiões do Tawantinsuyo, em trajes multicoloridos. Eles dançam e levam o melhor de suas colheitas, peças têxteis e cerâmicas.

Também o aguardam nas galerias 3.500 pessoas que pagaram para assistir ao espetáculo. Os ingressos mais caros custam 150 dólares. A festa chega a reunir 80.000 pessoas que se aglomeram em colinas vizinhas para observar a cerimônia.

Tempos difíceis para o império

O Sinchi, general do exército, assegura-se que o Inca, filho do sol, possa entrar na esplanada. Um séquito de mulheres lança pétalas como se fossem tapetes. Entra primeiro a Coya, o Willaq Uma ou sumo sacerdote e depois, com o ulular dos pututos (caracóis marinhos), entra o Inca.

Sinto-me feliz e orgulhoso, como todo cusquenho, de participar pelo segundo ano, diz à AFP Alexander Carbajal, que interpreta um dos soldados da guarda imperial do Inca, que o leva nos ombros.

Mas o Inca também é custodiado por um esquadrão de assalto da Polícia, que reforça Sacsayhuaman e detém um protesto de dezenas de professores que, do alto de uma colina, lançam palavras de ordem e pedem melhores condições de trabalho. São tempos difíceis para o império.

O próprio David Ancca, ator que representa o Inca, reconhece as difíceis circunstâncias atuais. Há algumas semanas, quando saiu para um ensaio, entraram para assaltar sua casa, segundo a imprensa local.

Pai sol, recebe nossa oferenda, carinho (...) é o generoso aporte de teus filhos dos quatro suyos [regiões em quéchua], diz ao povo falando em quéchua, idioma falado por 3,2 milhões de peruanos, segundo cálculos oficiais.

O Inca oferece tributo ao sol lançando na terra a chicha sagrada, feita com base em milho fermentado.

Recebe os presságios do Willaq Uma sobre como serão o ano, as chuvas e as colheitas. As previsões são lidas nas entranhas de uma lhama, cujo sacrifício é encenado. Tudo registrado pelo drone.

É ano novo nos Andes. Momento de semear e regar com a água, que o pai sol descongelou do topo das montanhas e enviou para os vales.

O Peru é um país eminentemente agrícola. Segundo o Instituto Nacional de Estatísticas e Informática (INEI), há 2,2 milhões de produtores agropecuários no país, que destina 30% de seu território para esta atividade.

Orgulho andino

Nesta época, Cusco para. Na véspera da festa principal, 250 delegações de toda a cidade desfilam na Praça Maior. Ao ritmo de bandas de música, a marcha começa pela manhã do dia 23, com um sol que queima os lábios e as bochechas, a 20ºC, e termina na madrugada do dia 24, quando o frio de 1°C faz os joelhos tremerem.

É uma emoção, como cusquenhos nos sentimos orgulhosos. Festejamos dançando, com música, disse à AFP Alicia Quispe Condori. Vestindo um poncho colorido, ela integra a delegação do distrito de San Sebastián.

Lotada de turistas, paralelamente às festividades cusquenhas, continham as visitas à cidadela de Machu Picchu (a 72 km de Cusco), em dois turnos, devido à demanda.

Cusco, uma sobrevivente

Conta a história que Cusco já abrigava comunidades antes de se tornar a capital inca.

Cusco é uma cidade grande e antiga. Muitos povos de sua mesma idade hoje estão cobertos pelo esquecimento. Nínive e Babilônia desapareceram. E Cusco, com seus 3.500 anos, vive, disse o vice-ministro Valencia, também cusquenho.

Esta antiga cerimônia inca foi erradicada durante o vice-reinado espanhol (1542-1824) e restituída em 1944.

 

Últimas Notícias

Gustavo Mendanha dá início à construção do novo Paço Municipal
Em Nice, feridas seguem abertas em famílias despedaçadas por atentado
Iceberg gigante se desprende da Antártica
Washington limita compra de software da empresa russa Kaspersky
Nova York anuncia plano de US$ 32 milhões contra ratos
Cientistas desenvolvem método não invasivo para avaliar artérias coronárias
Pequenas mudanças nos hábitos alimentares podem prolongar vida
Novo exame de sangue pode ajudar na detecção precoce do câncer de pâncreas

MAIS NOTICIAS

 


MUNDO
George Pell se defende: abuso sexual é abominável

O Cardeal George Pell afirmou nesta quinta-feira que entraria de licença do Vaticano para retornar à Austrália e lutar contra as acusações de abuso sexual infantil.

 
 
TECNOLOGIA
iPhone chegava há 10 anos; conheça a birra que levou Steve Jobs a criá-lo

Alguns dos maiores aparelhos surgem de um momento de inspiração de um designer. Outros resultam de um avanço na tecnologia.

 
 
POLÍTICA
Indicada sob dúvidas, Dodge tem desafio de manter biografia intacta

A indicação da procuradora Raquel Dodge para a sucessão de Rodrigo Janot na chefia da Procuradoria-Geral da República naturalmente vem carregada de questionamentos.

 
 
POLÍTICA
STF envia denúncia contra Temer para a Câmara

A presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Cármen Lúcia, enviou nesta quinta (29) a denúncia contra o presidente Michel Temer para a Câmara dos Deputados.

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212