Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Set de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Médicos ocidentais visitarão Liu Xiaobo na China no fim de semana - Jornal Brasil em Folhas
Médicos ocidentais visitarão Liu Xiaobo na China no fim de semana


Médicos da Alemanha e dos Estados Unidos visitarão neste fim de semana o dissidente chinês e prêmio Nobel da Paz Liu Xiaobo, que sofre de câncer de fígado, informaram à AFP fontes próximas ao caso, em um momento em que seu estado de saúde está piorando.

Três fontes indicaram que ao menos dois médicos visitarão o ativista pró-democracia, de 61 anos, após um convite do hospital em que está internado, em Shenyang (nordeste da China).

Liu Xiaobo foi condenado em 2009 a 11 anos de prisão por subversão, após pedir reformas democráticas. Foi um dos autores da Carta 08, um manifesto que defendia, entre outras coisas, eleições livres.

O ativista se tornou em 2010 o primeiro chinês a receber o Nobel da Paz.

Liu foi posto em liberdade condicional depois de ser diagnosticado, em maio, com um câncer de fígado em fase terminal.

As fontes consultadas pela AFP não deram mais detalhes sobre a visita desses médicos. E as embaixadas dos Estados Unidos e da Alemanha se negaram a confirmar a informação.

Sabemos que o hospital chinês em que Liu está sendo tratado convidou especialistas médicos americanos e alemães (a irem) à China para consultas, indicou à AFP a porta-voz da embaixada americana, Mary Beth Polley.

Solicitamos que a China conceda a estes médicos um acesso livre a Liu, acrescentou.

Desde a hospitalização de Liu Xiaobo, vários países ocidentais pressionam Pequim para que autorize o dissidente a viajar ao exterior em busca de atendimento para sua doença terminal.

Vários amigos do prêmio Nobel consideram que ele está perto da morte desde que o Hospital Universitário Médico Nº1 de Shenyang anunciou, na quinta-feira, que sua função hepática piorou.

O governo de Pequim foi muito criticado por grupos de defesa dos direitos humanos pelo tratamento a Liu e por ele ter sido liberado apenas depois do diagnóstico de um câncer em estágio avançado.

As autoridades chinesas alegam que o dissidente foi tratado por grandes oncologistas do país no hospital de Shenyang.

O hospital anunciou esta semana que os médicos deixaram de dar a Liu um anticancerígeno e de tratá-lo com medicina tradicional chinesa, para evitar danificar mais o seu fígado.

Segundo uma carta manuscrita do cunhado de Liu, publicada na sexta-feira no site do estabelecimento, seu tratamento não foi interrompido, mas ajustado, dada a gravidade da doença e a evolução do tumor.

 

Últimas Notícias

Vereador Fábio Ideal promove sessão em homenagem aos agentes de trânsito
Embaixadora de El Salvador quer parceria comercial com Goiás
Oficinas musicais do Canto da Primavera inscrevem até segunda-feira
Detran e SMTs intensificam ações educativas
Matéria da TBC é legendada para o inglês a pedido de ONG internacional
Governo de Goiás e Prefeitura de Anápolis definem parceria para novo Daia
“Goiás se notabiliza na área de transparência e de tornar público suas políticas e gestões”, diz José Eliton
Agehab convoca 72 famílias para vistoria no Residencial Nelson Mandela

MAIS NOTICIAS

 

Países avançam sobre Acordo de Paris; EUA mantém posição
 
 
Ryanair vai cancelar 2 mil voos para melhorar pontualidade
 
 
Facebook abre laboratório de inteligência artificial no Canadá
 
 
Londres em alerta máximo enquanto procura autor de atentado no metrô
 
 
S&P eleva nota da dívida de Portugal
 
 
Mais da metade dos pilotos da Avianca entrará em greve na Colômbia

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212