Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Set de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Nova partícula de matéria é descoberta - Jornal Brasil em Folhas
Nova partícula de matéria é descoberta


Uma nova partícula subatômica contendo uma combinação de quarks - os menores elementos básicos da matéria conhecidos - nunca antes observada foi descoberta no Grande Colisor de Hádrons (LHC), anunciou nesta quinta-feira a Organização Europeia para Pesquisa Nuclear (Cern).

Trata-se de uma partícula muito pesada e instável, explicou à AFP Matthew Charles, do Laboratório de Física Nuclear e de Alta Energia (LPNHE) da Universidade Pierre-et-Marie-Curie, um dos cerca de 800 cientistas que participaram da pesquisa.

Esta nova partícula, batizada de Xicc++, é constituída de dois quarks charm e um quark up e pertence à família dos bárions.

Praticamente toda a matéria que vemos à nossa volta é feita de bárions, cujos representantes mais famosos são os prótons e nêutrons.

Uma vez que existem seis tipos de quarks, existem muitos tipos de bárions.

A partícula Xicc++ com estes dois quark charm (quarks pesados) era prevista pela teoria, mas até agora nunca havia sido observada.

Esta observação é uma validação dos cálculos baseados no Modelo Padrão, explica o pesquisador.

A descoberta permitirá que os cientistas continuem testando o Modelo Padrão da física de partículas, desenvolvido no início de 1970, a principal teoria das partículas fundamentais que compõem a matéria, e as forças que aos governam.

Apesar de integrar o conhecimento atual sobre partículas e forças fundamentais, esse modelo não explica a existência da matéria escura e da energia escura, que juntas formam 95% do Universo.

Também não permite compreender a gravidade ou a teoria geral da relatividade enunciada por Einstein. Os cientistas procuram, portanto, uma brecha nesta teoria e, para isso, quanto mais partículas, mais podem testá-las.

A existência desta nova partícula foi demonstrada através de experimentos realizados no grande acelerador de partículas LHC, situado na fronteira entre a Suíça e a França.

O Xicc++ é um bárion instável, que vive por uma pequena fração de segundo antes de se decompor em outras partículas mais leves, disse Charles.

Nenhuma dessas partículas, que tiveram uma existência de curta duração no início do Universo, permanece hoje. E produzi-las em laboratório requer uma concentração extrema de energia, que pode ser gerada pelo novo e atualizado LHC.

Para produzir essas partículas, é preciso colisões de alta energia, de um acelerador de partículas como o LHC, diz Matthew Charles.

O LHC permitiu descobrir em 2012 o famoso bóson de Higgs, considerado pelos físicos como a pedra angular da estrutura fundamental da matéria, a partícula elementar que confere massa a uma série de outras.

 

Últimas Notícias

Vereador Fábio Ideal promove sessão em homenagem aos agentes de trânsito
Embaixadora de El Salvador quer parceria comercial com Goiás
Oficinas musicais do Canto da Primavera inscrevem até segunda-feira
Detran e SMTs intensificam ações educativas
Matéria da TBC é legendada para o inglês a pedido de ONG internacional
Governo de Goiás e Prefeitura de Anápolis definem parceria para novo Daia
“Goiás se notabiliza na área de transparência e de tornar público suas políticas e gestões”, diz José Eliton
Agehab convoca 72 famílias para vistoria no Residencial Nelson Mandela

MAIS NOTICIAS

 

Países avançam sobre Acordo de Paris; EUA mantém posição
 
 
Ryanair vai cancelar 2 mil voos para melhorar pontualidade
 
 
Facebook abre laboratório de inteligência artificial no Canadá
 
 
Londres em alerta máximo enquanto procura autor de atentado no metrô
 
 
S&P eleva nota da dívida de Portugal
 
 
Mais da metade dos pilotos da Avianca entrará em greve na Colômbia

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212