Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


26 de Jul de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 China rejeita críticas estrangeiras sobre morte de Liu Xiaobo - Jornal Brasil em Folhas
China rejeita críticas estrangeiras sobre morte de Liu Xiaobo


A China reagiu duramente às críticas de governos estrangeiros, nesta sexta-feira (14), um dia após a morte do dissidente Liu Xiaobo, mas não descartou claramente a eventual libertação da viúva do Prêmio Nobel da Paz, a poetisa Liu Xia.

O governo chinês fez um protesto oficial frente a Estados Unidos, Alemanha, França e Nações Unidas, informou o porta-voz do Ministério chinês das Relações Exteriores, Geng Shuang.

Detido há mais de oito anos por subversão, o opositor político faleceu na quinta-feira (13), aos 61 anos, vítima de um câncer de fígado em estágio terminal. Foi posto em liberdade condicional no Hospital Universitário de Shenyang, onde estava recebendo cuidados. Pequim se recusou a autorizar sua viagem para que fosse tratado fora do país.

Vários dirigentes estrangeiros, entre eles o americano Donald Trump, o francês Emmanuel Macron e a chanceler alemã, Angela Merkel, prestaram uma homenagem a Xiaobo.

O porta-voz da diplomacia chinesa rejeitou as críticas e disse que são ingerências nos assuntos internos do país, afirmando que a condenação de Liu Xiaobo não tem nada a ver com a liberdade de expressão.

Além disso, acrescentou o porta-voz, a concessão do Nobel a Liu Xiaobo em 2010 constituiu uma blasfêmia por terem premiado um preso condenado conforme as leis da China.

Conceder o prêmio a uma pessoa assim contradizia o próprio objetivo do prêmio. O Prêmio Nobel da Paz foi uma blasfêmia, acusou o porta-voz.

- Destino de Liu Xia ainda incerto -

Com algumas exceções, a imprensa chinesa não divulgou a morte do dissidente, cujo nome continua sendo um tabu no país. Já o jornal Global Times noticiou o falecimento e, em editorial, atacou as forças estrangeiras, sem detalhar quais.

[As forças estrangeiras] usaram a doença de Liu para melhorar sua imagem e diabolizar a da China, denunciou o jornal, controlado pelo Partido Comunista.

Em entrevista coletiva na quinta-feira à noite em Shenyang, os médicos de Liu Xiaobo garantiram ter feito todo o possível para salvar o paciente. O estado de saúde do ativista se deteriorou subitamente, após receber a visita de médicos ocidentais, que lhe ofereceram tratamento no exterior.

Os médicos chineses disseram que Xiaobo faleceu acompanhado da mulher, Liu Xia. Ela se encontra em prisão domiciliar desde 2010.

Representantes dos Estados Unidos e da União Europeia solicitaram a Pequim que ponha Liu Xia em liberdade e que lhe seja concedida autorização para deixar o país, se ela assim quiser.

Ao ser questionado sobre essa possibilidade, o porta-voz da Chancelaria não a descartou categoricamente, limitando-se a declarar que não se pronunciaria sobre o tema.

Liu Xia está privada de contato com o exterior e nunca pôde ser entrevistada pela imprensa estrangeira sobre o estado de saúde de seu agora falecido marido.

Continua sob estreita vigilância, declarou à AFP o responsável pela Anistia Internacional na China, Patrick Poon.

O dissidente Hu Jia, pessoa próxima ao casal, disse não ter notícias da família Liu, assim como do funeral do Prêmio Nobel.

Com certeza, as autoridades não vão nos deixar assistir, lamentou, em conversa com a AFP.

Desde a chegada ao poder do presidente Xi Jinping no final de 2012, a repressão política no gigante asiático aumentou. Além de reprimir defensores dos direitos Humanos, o governo também perseguiu seus advogados, prendendo dezenas de juristas e militantes.

 

Últimas Notícias

Gustavo Mendanha dá início à construção do novo Paço Municipal
Em Nice, feridas seguem abertas em famílias despedaçadas por atentado
Iceberg gigante se desprende da Antártica
Washington limita compra de software da empresa russa Kaspersky
Nova York anuncia plano de US$ 32 milhões contra ratos
Cientistas desenvolvem método não invasivo para avaliar artérias coronárias
Pequenas mudanças nos hábitos alimentares podem prolongar vida
Novo exame de sangue pode ajudar na detecção precoce do câncer de pâncreas

MAIS NOTICIAS

 


MUNDO
George Pell se defende: abuso sexual é abominável

O Cardeal George Pell afirmou nesta quinta-feira que entraria de licença do Vaticano para retornar à Austrália e lutar contra as acusações de abuso sexual infantil.

 
 
TECNOLOGIA
iPhone chegava há 10 anos; conheça a birra que levou Steve Jobs a criá-lo

Alguns dos maiores aparelhos surgem de um momento de inspiração de um designer. Outros resultam de um avanço na tecnologia.

 
 
POLÍTICA
Indicada sob dúvidas, Dodge tem desafio de manter biografia intacta

A indicação da procuradora Raquel Dodge para a sucessão de Rodrigo Janot na chefia da Procuradoria-Geral da República naturalmente vem carregada de questionamentos.

 
 
POLÍTICA
STF envia denúncia contra Temer para a Câmara

A presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Cármen Lúcia, enviou nesta quinta (29) a denúncia contra o presidente Michel Temer para a Câmara dos Deputados.

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212