Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Premier japonês modifica ministério em tentativa de recuperar confiança - Jornal Brasil em Folhas
Premier japonês modifica ministério em tentativa de recuperar confiança


O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, reorganizou nesta quinta-feira seu governo, em uma tentativa de recuperar a confiança da opinião pública, abalada por uma série de escândalos, em um momento de decisões importantes nas áreas da segurança, diplomacia e economia.

O chefe de Governo anunciou Itsunori Onodera como o ministro da Defesa, uma pasta que já havia ocupado há alguns anos. Onodera sucede Tomomi Inada, forçada a renunciar após um caso de ocultação de documentos militares.

No ministério das Relações Exteriores, Fumio Kishida, que estava no posto desde o fim de 2012, será substituído por Taro Kono.

Os dois novos ministros serão responsáveis por questões importantes, começando pela Coreia do Norte, que ameaça o Japão com os repetidos testes de mísseis, e as discussões sobre o tema com China, Estados Unidos e Coreia do Sul.

Apesar de Abe considerar a aliança Japão-EUA como algo indestrutível existem divergências com o governo de Donald Trump, especialmente sobre as questões comerciais.

Shinzo Abe confirmou, no entanto, seus mais fiéis colaboradores desde que retornou ao poder em 2012: o ministro das Finanças e vice-premeir Taro Aso e o porta-voz Yoshihide Suga.

O ministro do Comércio e Indústria, Hiroshige Seko, na pasta desde 2016, também contina no cargo.

Apesar de Abe ter anunciado há quase cinco anos que a promoção das mulheres seria uma de suas metas políticas, o novo gabinete, que tem 19 integrantes (sem contar o premier), conta com apenas duas mulheres: Seiko Noda, no Interior, e Yoko Kawakami na Justiça.

Abe fez uma reforma limitada, obrigado a medir o peso das diferentes alas de seu Partido Liberal Democrata (PLD). As figuras populares que procurou não eram necessariamente propensas a responder de modo positivo, pois algumas consideram que não é bom para elas integrar um governo Abe, explicou à AFP Takashi Ryuzaki, ex-editor de política do canal TBS.

Decepcionado com episódios recentes que considerou lamentáveis, o primeiro-ministro selecionou pessoas mais experientes, veteranos, já que deseja evitar ao máximo os erros de linguagem, disse um analista político no canal NHK.

A queda de popularidade do governo nas pesquisas, que se tornou concreta com uma grande derrota do PLD na eleição para a Assembleia de Tóquio, é provocada não apenas pelos escândalos dos ministros, mas também pela conduta do próprio Abe, aponta a imprensa.

Além das suspeitas de favorecimento a amigos, o primeiro-ministro, que tem uma grande maioria no Parlamento, é acusado de ter privilegiado nos últimos meses a votação de leis polêmicas de seu interesse, nos âmbitos da Defesa e da Segurança Interna, ao invés de manter a promessa inicial e reiterada de a economia em primeiro lugar.

Sua estratégia para a economia, conhecida como abenomics, fracassou em seu principal objetivo: vencer a deflação e construir as bases de um crescimento duradouro. Neste aspecto, os cidadãos mais desfavorecidos esperam muito do governo.

 

Últimas Notícias

Prefeitas goianas prestam homenagem ao governador em agradecimento pela parceria administrativa
Instituto de Identificação vai entregar carteira de identidade em 30 dias na capital
Nota Goiana inscreve até domingo para sorteio deste mês
IMB/Segplan e IBGE divulgam PIB de Goiás
Goiás sem Fronteiras promove última reunião com pais e alunos antes da viagem de jovens para os EUA
Crer e HDS inscrevem para programa de aperfeiçoamento
Procon Goiás e Sefaz fazem operação conjunta em postos de combustível
Supremo voltará a julgar restrição ao foro privilegiado no dia 23 de novembro

MAIS NOTICIAS

 

Estado entrega mais de 100 moradias em Mara Rosa e Cheque Mais Moradia para Amaralina e Bonópolis
 
 
Câmara aprova mais 81 municípios de Minas Gerais e do Espírito Santo na Sudene
 
 
Disputa entre taxistas e motoristas de aplicativos agora vai para a Câmara
 
 
Temer volta a Brasília e deve retomar agenda de trabalho no Planalto
 
 
Ministro da Justiça confirma críticas à segurança do estado do Rio
 
 
Banco Safra pagará US$ 10 milhões por movimentar dinheiro desviado por Maluf

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212