Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Set de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Proteste avaliou 6 marcas de cafeteiras expressas; veja quem se saiu melhor - Jornal Brasil em Folhas
Proteste avaliou 6 marcas de cafeteiras expressas; veja quem se saiu melhor


SÃO PAULO – As cafeteiras expressas vêm se popularizando no Brasil nos últimos anos e, entre dezembro de 2015 e o mesmo mês de 2016, foram vendidas cerca de 2,5 milhões dessas máquinas no país. A Proteste testou as seis marcas mais vendidas do mercado, cinco com cápsulas e uma com pó.

Os modelos testados foram Nespresso C60, Nespresso Prodigio, Arno Movenza, Delta Q Evolution, Três Corações Versa e Oster BVSTECMP55. Os critérios usados no teste foram segurança elétrica, segurança térmica, manual de instruções, versatilidade, dimensões, consumo, facilidade de uso e desempenho.

Apesar de todos serem versáteis, a marca Oster é a única que tem o tubo para a função de vapor, além da função de fazer dois cafés ao mesmo tempo. Dos manuais, o mais completo foi o da Nespresso C60.

Os resultados, segundo a associação, mostram produtos fáceis de usar, que gastam pouca energia e preparam bons cafés, ainda que alguns saiam com pouca espuma e não tão quentes. Outro aspecto positivo é a segurança: nenhum produto apresentou risco de choque elétrico ou queimaduras.

Outra boa notícia é que todos os modelos testados são fáceis de limpar. A Delta Q Evolution se saiu um pouco a baixo nessa avaliação por não ter especificado como fazer essa operação. Além disso, as máquinas não usam muita energia. O teste apontou um gasto de R$ 0,50 a R$ 1,80 por mês em eletricidade, dependendo do uso.

Na avaliação de velocidade, foram tirados dois expressos e medido o tempo de preparo, contando com o aquecimento da água. Os tempos médios contados para o preparo do primeiro e do segundo café foram um minuto e trinta segundos, respectivamente, dentro do sugerido pela Abic (Associação Brasileira da Indústria do Café).

Quanto à temperatura, apenas a Nespresso C60 foi bem avaliada. A máquina preparou os dois cafés dentro da temperatura adequada (entre 64°C e 70°C). Uma forma de verificar se o café foi bem tirado da máquina é o creme espesso e duradouro que se forma sobre ele. Nesse teste, a Nespresso C60 também foi a melhor avaliada.

Os fabricantes foram contatados pelo InfoMoney, mas não se posicionaram sobre a pesquisa até o momento.

 

Últimas Notícias

Vereador Fábio Ideal promove sessão em homenagem aos agentes de trânsito
Embaixadora de El Salvador quer parceria comercial com Goiás
Oficinas musicais do Canto da Primavera inscrevem até segunda-feira
Detran e SMTs intensificam ações educativas
Matéria da TBC é legendada para o inglês a pedido de ONG internacional
Governo de Goiás e Prefeitura de Anápolis definem parceria para novo Daia
“Goiás se notabiliza na área de transparência e de tornar público suas políticas e gestões”, diz José Eliton
Agehab convoca 72 famílias para vistoria no Residencial Nelson Mandela

MAIS NOTICIAS

 

Países avançam sobre Acordo de Paris; EUA mantém posição
 
 
Ryanair vai cancelar 2 mil voos para melhorar pontualidade
 
 
Facebook abre laboratório de inteligência artificial no Canadá
 
 
Londres em alerta máximo enquanto procura autor de atentado no metrô
 
 
S&P eleva nota da dívida de Portugal
 
 
Mais da metade dos pilotos da Avianca entrará em greve na Colômbia

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212