Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Dez de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 China não encontra estrangeiros para dirigir maior radiotelescópio do mundo - Jornal Brasil em Folhas
China não encontra estrangeiros para dirigir maior radiotelescópio do mundo


Xangai (China), 4 ago (EFE).- Apesar do salário superar os US$ 1,2 milhão por ano, a China tem problemas para encontrar um astrônomo estrangeiro para dirigir o maior rádiotelescópio do mundo, de acordo com informações publicadas nesta sexta-feira pelo jornal independente South China Morning Post.

A Academia Chinesa de Ciências não encontra ninguém com a experiência e a qualificação necessárias para supervisionar a operação diária do FAST, inaugurado há um ano e com o qual a China quer potencializar sua presença e seu prestígio na ciência internacional.

Situado nas montanhas de Guizhou, no sudoeste da China, o FAST pode captar sinais previamente indetectáveis e proporcionar outras pistas a uma ampla gama de perguntas como a possível existência de vida alienígena inteligente.

Para um astrônomo, dirigir o FAST poderia ser a oportunidade de toda uma vida, disse Wang Tinggui, professor de astrofísica da Universidade de Ciência e Tecnologia da China em Hefei (Anhui).

A Academia Chinesa de Ciências, que possui o radiotelescópio, buscou no exterior um chefe para o projeto porque nenhum astrônomo neste país tem a experiência de manejar uma instalação de tal magnitude e complexidade.

Um anúncio de contratação foi posto no site da academia em maio, bem como nos principais boletins de pesquisa internacionais, mas não houve resposta.

Não podemos esperar (...), fizemos todo o possível para comunicar nossa oferta, disse um funcionário participante no processo.

De acordo com a descrição do trabalho, o diretor de operações científicas seria responsável por estabelecer e organizar vários comitês acadêmicos para decidir os objetivos científicos a longo prazo do telescópio e distribuir os seus horários de observação.

Também seria responsável por reportar as principais descobertas feitas pelo telescópio ao Governo a cada ano e supervisionar as despesas e o orçamento.

O candidato deve ter pelo menos 20 anos de experiência prévia e deve ter tido um papel de liderança em um projeto de radiotelescópio a grande escala.

Segundo aponta o jornal, alguns pesquisadores ocidentais têm muita experiência executando telescópios gigantes, mas esta poderia não funcionar na China devido às barreiras do idioma e a diferença cultural.

Com um orçamento de 1,2 bilhão de iuanes (US$ 180 milhões), o FAST foi inaugurado em setembro do ano passado com uma grande expectativa e como parte dos planos da China de ser uma potência na pesquisa científica.

 

Últimas Notícias

Estádio Olímpico recebe Paradesportivos
Vinil Black Album de Prince reaparece com valores astronômicos
Vaticano lançará portal que reunirá todos os seus veículos
Três anúncios para um crime lidera indicações ao SAG
Vida parou na região birmanesa dos rohinyas, alerta Cruz Vermelha
Vice do Equador condenado a seis anos de prisão no caso Odebrecht
Trump não serve para limpar sanitários da biblioteca de Obama, diz jornal
Trump diante do tapa eleitoral do Alabama

MAIS NOTICIAS

 

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
 
 
Petrobras quer que Gleisi Hoffmann devolva R$ 1 milhão aos cofres da empresa
 
 
Marun quer finalizar CPMI da JBS antes da posse na Secretaria de Governo
 
 
Maia diz que não colocará Previdência em pauta sem ter votos para aprovação
 
 
Kassab afirma que extinção da faixa AM de rádio será um processo natural
 
 
Justiça Eleitoral torna inelegível por 8 anos o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212