Enfermeiro de Auschwitz será julgado em fevereiro na Alemanha

0 Shares
0
0
0
0

Um enfermeiro de 95 anos, acusado de cumplicidade no extermínio de 3.681 pessoas que chegaram ao campo de concentração de Auschwitz, será julgado no dia 29 de fevereiro, informaram as autoridades alemãs.

Hubert Zafke é acusado de cumplicidade no extermínio de homens, mulheres e crianças que foram levados para câmaras de gás entre 15 de agosto e 14 de setembro de 1944.

O tribunal havia se negado a abrir o processo em junho de 2015 devido à saúde delicada do acusado.

No entanto, esta decisão foi invalidada em uma apelação em dezembro, já que o juiz afirmou que, apesar de o idoso ter problemas cognitivos e sua capacidade física ser frágil, não está totalmente incapacitado para o julgamento.

Assistido de três defensores, o idoso poderá se beneficiar de pausas, interrupções, atenção médica, assim como da repetição das perguntas do tribunal e a solicitação de explicações, detalha o comunicado.

Segundo a promotoria, a acusação se refere a 14 comboios de deportados que chegaram a Auschwitz entre 15 de agosto e 14 de setembro de 1944, provenientes de Lyon, Rodas, Trieste, Mauthausen, Viena e Westerbork.

Neste trem, o último comboio que partiu desde este campo de trânsito em território holandês, se encontravam Anne Frank, seus pais Otto e Edith, e sua irmã mais velha, Margot, lembra a promotoria.

Uma dúzia de investigações continuam em curso na Alemanha contra ex-membros da SS, alguns meses após a condenação a quatro anos de prisão de Oskar Gröning, ex-contador de Auschwitz.

Estes julgamentos tardios ilustram a vontade da Alemanha de julgar até o último dos criminosos do III Reich – sinal de retratação por um passado de condenações leves e incoerentes com a grave natureza dos crimes. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 1076

0 Shares
You May Also Like