Explosões nas zonas de guerra podem alterar permanentemente cérebro

0 Shares
0
0
0
0

Militares dos Estados Unidos que estão expostos a repetidas explosões em uma zona de guerra podem sofrer danos permanentes nas partes do cérebro que conferem estabilidade emocional – é o que diz um estudo publicado nesta quarta-feira.

Os pesquisadores descreveram a lesão cerebral traumática moderada(mTBI) – mais comumente chamada de concussão – como o principal dano provocado pelas guerras no Iraque e no Afeganistão, disse o relatório divulgado na revista americana Science Translational Medicine.

Mais de 250.000 membros do exército americano foram diagnosticados com mTBI no mundo, e o stress pós-traumático é uma consequência comum.

Buscando entender mais sobre como essas lesões cerebrais afetam o cérebro, um grupo de pesquisadores da VA Puget Sound Health Care System e da Universidade de Washington estudaram veteranos de guerra e descobriram que quanto mais ficaram expostos a explosões, mais alterações crônicas ocorreram em partes específicas do cérebro.

Eles descobriram que a exposição repetida às explosões afetou o cerebelo, resultando em disfunção persistente nesta área do cérebro que coordena movimentos e também influencia o estado emocional da pessoa.

Estudos em ratos mostraram que aqueles expostos a repetidas explosões suaves perderam neurônios nas mesmas regiões do cérebro.

Um padrão similar de perda foi documentado há décadas atrás em boxeadores aposentados, segundo o relatório.

Problemas com humor, irritabilidade e impulsividade são muito comuns nos veteranos com mTBI, disse Elaine Peskind, autora do estudo.

Estas descobertas sugerem que devemos prestar mais atenção em como a mTBI afeta o cerebelo caso queiramos entender inteiramente as dificuldades emocionais vividas pelos veteranos. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 842

0 Shares
You May Also Like