Jogos brasileiros chegam aos consoles

0 Shares
0
0
0
0

São Paulo, 14 (AE) – Uma nova geração de jogos brasileiros está chegando aos principais videogames do mercado, o Xbox One (Microsoft) e o PlayStation 4 (Sony). A nova safra de games desenvolvidos em território nacional inclui títulos como Chroma Squad, no qual um grupo de dublês se rebela contra seu estúdio e produz um seriado de robôs gigantes japoneses, e Horizon Chase, um jogo de corrida que traz carros velozes correndo pelas ruas de cidades brasileiras como Salvador, Brasília e Niterói.

Por décadas considerada um sonho pelos desenvolvedores de jogos nacionais, a presença nos consoles agora é cada vez mais uma realidade.

Os consoles sempre foram o maior símbolo da indústria de games. Apesar da presença forte dos jogos móveis, é nos consoles que ainda estão os maiores investimentos e faturamentos da indústria de games, explica o diretor de negócios da Aquiris Game Studio, Sandro Manfredini, responsável pelo Horizon Chase.

Lançado em agosto para os celulares da Apple, o jogo de corrida propõe uma volta ao mundo no estilo do clássico Top Gear e deve chegar no primeiro trimestre de 2016 ao PlayStation 4. Jogar um game no console é como assistir a um filme no cinema, resume o diretor da Webcore Games, Philip Mangione. Criado há mais de 15 anos, o estúdio paulistano está produzindo My Night Job, game inspirado nos filmes de terror dos anos 1980, e que sairá para o PS4 no primeiro semestre do ano que vem.

Expostos no estande de PlayStation durante a Brasil Game Show, feira de games que acontece até hoje no Expo Center Norte, em São Paulo, Horizon Chase e My Night Job seguem os passos dos pioneiros Krinkle Krusher, Toren e Aritana e a Pena da Harpia – os dois primeiros chegaram ao PS4 em abril, enquanto Aritana, produzido pela paulistana Duaik Entretenimento, foi o primeiro jogo brasileiro a chegar ao console da Microsoft.

É incrível saber que eu faço parte da história do Xbox One, diz o cofundador do estúdio, Pérsis Duaik. Ele conseguiu chegar ao console da Microsoft com apoio do [email protected], programa de incentivo aos desenvolvedores independentes criado pela empresa em 2014.

Apoio

Mais de 30 desenvolvedores brasileiros fazem parte do [email protected] e pelo menos cinco jogos vão chegar ao Xbox One até o fim do primeiro semestre de 2016. Para o gerente-geral de Xbox no País, Willen Puccinelli, o número mostra que os brasileiros alcançaram um novo estágio na indústria de games. Já conseguimos fabricar os videogames por aqui e deixar os jogos em português. Agora, é hora de mostrar que podemos levar os nossos jogos para fora, diz o executivo.

A Sony, por sua vez, tem um programa de incubação de desenvolvedoras, criado em 2013 para apoiar a produção independente em todo o mundo. Segundo a empresa, mais de 20 empresas no Brasil contam com o kit de desenvolvimento para criar jogos para o PS4. Os jogos independentes renovam a indústria como um todo, explica o gerente de PlayStation para América Latina, Anderson Gracias.

Os dois programas funcionam de forma semelhante: Sony e Microsoft cedem às produtoras brasileiras kits de desenvolvimento – versões dos videogames utilizadas para testes durante a criação dos games – e oferecem apoio para divulgar e certificar o game, o que garante o padrão de qualidade.

O principal apoio do [email protected] é a entrega dos kits, que são difíceis de serem adquiridos sem o suporte do programa, diz um dos criadores do game Unnamed Fiasco, Diego Barbosa. O time de Niterói vai lançar o jogo de mesmo nome no Xbox One e no PC em 2016. O Shiny é o nosso primeiro jogo, e graças ao programa, um clipe do nosso trabalho foi exibido na E3 desse ano, diz o cofundador do estúdio paulistano Garage 227, Rafael Lima. Ele se refere à maior feira de jogos eletrônicos do mundo, realizada em Los Angeles (EUA). – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 882

0 Shares
You May Also Like