Kalungas vítimas de enchente receberão novas moradias do Governo de Goiás

0 Shares
0
0
0
0

Pelo menos 24 famílias da comunidade Kalunga de Cavalcante, no Nordeste Goiano, receberão novas moradias construídas com Cheque Mais Moradia modalidade Construção do Governo de Goiás. O anúncio foi feito durante visita do vice-governador José Eliton ao município. Ele viajou em companhia do presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Luiz Stival, para conhecer de perto a situação das famílias vítimas da enchente do Rio Prata, no Vão do Moleque. Também compareceram equipes da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Secretaria Cidadã e Polícia Militar.
Da próxima quinta-feira (11/02) até sábado (13/02), a equipe da Agehab faz o cadastramento dos moradores que perderam suas casas. Levantamento preliminar do Corpo de Bombeiros informa que pelo menos 24 famílias devem ter suas casas reconstruídas. Outras ainda podem receber reformas. Segundo o presidente da Agehab, o número exato só será definido após o cadastramento da Agência.
A obra será executada com mão-de-obra dos próprios beneficiados, voluntários e também com ajuda da Prefeitura de Cavalcante. A equipe Social da Agehab passou dois dias na região para traçar estratégias de atendimento às famílias com reforma e reconstrução das moradias atingidas pelo transbordamento do rio. Foram feitas reuniões com a Prefeitura, lideranças comunitárias e vítimas.
De acordo com os bombeiros, o agravante é que as moradias foram construídas com adobe, com baixa resistência à umidade. O acesso às comunidades é outra dificuldade. No total, 112 integrantes da comunidade Kalunga de Cavalcante estão desabrigados. São 83 adultos e 29 crianças. Os Kalungas são a maior comunidade remanescente de quilombo do Brasil, organizada em mais de 20 comunidades e 42 localidades.
A comunidade se diferencia de outros quilombos pelo processo de formação e pela distância mantida ao longo dos anos da sociedade que vive à sua volta. Até cerca de 30 anos atrás, muitos deles se escondiam quando viam “gente de fora”. Pensavam ainda que fossem pessoas em busca de escravos. Os Kalungas mantêm sua rica tradição cultural, em forma de artesanato, dança, folclore e na beleza de seu povo. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 2730

0 Shares
You May Also Like