Pilotos aceitam proposta de empresas e não voltarão a fazer greve

0 Shares
0
0
0
0

Pilotos e comissários aceitaram a proposta feita pelas empresas aéreas nas assembleias que ocorreram nesta quinta-feira (18) para tratar do aumento da categoria. Com isso, não voltarão a fazer greve nos aeroportos, como ocorreu no dia 3 de fevereiro.

O reajuste ficou em 11%, porém, parcelado. Serão 5,5% a partir de fevereiro e 5,5% a partir de maio.

O objetivo inicial dos trabalhadores era receber os 11% retroativos ao início de dezembro. A principal proposta anterior dos empregadores era oferecer o aumento em uma quantidade maior de parcelas, sendo 3% em fevereiro, 2% em junho e 6% em novembro.

O presidente do SNA (sindicato dos aeronautas), Adriano Castanho, diz ter considerado o resultado positivo, embora não contemple a proposta original. Segundo ele, a escolha da categoria de não fazer greve durante o período de Natal e Ano Novo de 2015 pode não ser mantida nas próximas negociações.

“Entendemos que eles também cederam. No ano passado, nós não fizemos o movimento de greve no Natal e no Ano Novo para não prejudicar a sociedade. Essa espera custou caro para a categoria porque nós perdemos no retroativo. Isso vai ser considerado nas próximas discussões dos próximos anos”, afirma Castanho.

Os aeroviários, que são os funcionários que trabalham em terra, começarão suas assembleias nesta sexta-feira (19) para avaliar se também aceitarão o acordo. As assembleias serão itinerantes e ainda não têm prazo para terminar. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 3507

0 Shares
You May Also Like