Zika: Técnico de campeã olímpica quer preparação fora do Brasil

0 Shares
0
0
0
0

O treinador de Jessica Ennis-Hill, atual campeã olímpica de heptatlo, pediu para que a reta final da preparação dos atletas britânicos para os Jogos do Rio-2016 seja realizada fora do Brasil por causa da epidemia do vírus zika.

Os treinadores são responsáveis pela saúde dos atletas, e eu não incentivaria ninguém a ir para lugares onde existem riscos a longo prazo, declarou Toni Minichiello, em entrevista ao jornal inglês The Times.

O técnico de Ennis-Hill ainda explicou que pretende abordar o assunto com Neil Black, diretor de desempenho da equipe olímpica britânica.

Precisamos encontrar um local de treinamentos que minimiza os riscos, o que significa que deveríamos chegar ao país o mais tarde possível, insistiu.

A preparação da equipe britânica está prevista para acontecer na região de Belo Horizonte, nas instalações do Centro Esportivo Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e do Minas Tênis Clube.

Apesar das preocupações de Minichiello, um porta-voz do Comitê Nacional Olímpico da Grã-Bretanha (BOA) deixou claro que o planejamento não sofreu mudanças, tanto para os Jogos quanto para a preparação.

Jessica Ennis-Hill, de 30 anos, conquistou a medalha de ouro em casa, em Londres-2012, e se sagrou campeã mundial em Pequim, em agosto, depois de passar mais de um ano fora devido ao nascimento do filho Reggie.

Na terça-feira, o presidente do Comitê Olímpico Queniano (NOCK),Kipchoge Keino, deixou entender que os atletas podem ficar fora dos Jogos.

Se a situação em relação ao vírus zika for grave, não participaremos dos Jogos. A saúde dos nossos atletas é mais importante do que os Jogos (…). Mas, se não for tão perigoso assim, iremos para o Rio, afirmou o dirigente em declarações publicadas no jornal The Standard.

Vamos aguardar até o último minuto para tomar nossa decisão. Estamos nos baseando nos dados sanitários fornecidos de organizações baseadas no Rio para termos o máximo de informações possíveis, completou.

Na segunda-feira, o Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC) negou ter orientado os atletas americanos a não participar dos Jogos.
– BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 3096

0 Shares
You May Also Like