Barack Obama chega à Argentina

0 Shares
0
0
0
0

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou na madrugada desta quarta-feira à Argentina, onde realizará uma visita de dois dias que busca restabelecer a confiança mútua e a cooperação entre as duas nações.

O avião presidencial, conhecido como Air Force One e no qual viajavam Obama e sua família, aterrissou no Aeroporto Internacional de Ezeiza às 1h10 locais (mesmo horário de Brasília) procedente de Havana, com 20 minutos de atraso além do horário previsto.

O presidente americano e sua comitiva foram recebidos no aeroporto de Ezeiza pela ministra das Relações Exteriores, Susana Malcorra, a chefe de Protocolo, a embaixadora Betina Alejandra Pasquali de Fonseca, e o embaixador dos Estados Unidos na Argentina, Noah Mamet.

Acompanhado de sua esposa Michelle, suas filhas Sasha e Malia e sua sogra, Marian Robinson, Obama conversou por alguns minutos com Susana ao lado do avião oficial.

Imediatamente depois, a comitiva presidencial seguiu rumo à residência oficial do embaixador americano, o palácio de Bosch, que será o lar dos Obama durante sua estadia em Buenos Aires, cercado por enorme dispositivo de segurança.

Após descansar algumas horas no palácio de Bosch, Barack Obama se reunirá com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, e cumprirá em Buenos Aires uma agenda atribulada que compreende uma homenagem às vítimas da ditadura militar argentina.

A jornada de trabalho começará com uma reunião dos dois governantes na Casa Rosada, a sede da presidência argentina, seguida de uma entrevista coletiva conjunta. Enquanto isso, Michelle Obama terá um encontro com um grupo de meninas da iniciativa Let Girls Learn (Deixem as meninas aprender, tradução livre), destinada a promover a liderança.

Finalizada a sessão de trabalho na sede presidencial, Obama e Macri cruzarão a Praça de Maio, onde fica a Casa Rosada, para seguirem rumo à catedral, local onde farão uma oferenda de flores ao libertador José de San Martín.

Depois, o presidente dos Estados Unidos realizará um breve encontro com o pessoal da embaixada americana e, em um centro cultural, uma reunião de trabalho participativa com jovens.

Para fechar a jornada de quarta-feira, o casal Obama comparecerá a um jantar de Estado oferecido por Macri no centro cultural Néstor Kirchner.

Na quinta-feira, antes de empreender uma visita privada a Bariloche, na Patagônia, no sudoeste do país, Obama visitará o Parque da Memória para lembrar os milhares de desaparecidos deixados pela ditadura militar (1976-1983), precisamente no dia em que o golpe de Estado completa 40 anos.

Devido aos atentados terroristas ocorridos em Bruxelas, o governo argentino decidiu elevar o grau de alerta das forças de segurança durante a visita do presidente americano.
– EFE – I3D 6605

0 Shares
You May Also Like