Petróleo tem forte alta em Nova York, a 38,46 dólares o barril

0 Shares
0
0
0
0

Os preços do petróleo subiram fortemente nessa quarta-feira em Nova York, superando o mal início de semana, em um mercado que volta a acreditar em uma possível redução da oferta, após o anúncio de uma reunião em abril entre os principais países produtores.

O preço do barril de light sweet crude (WTI) para entrega em abril caiu mais de dois dólares desde o começo da semana, subindo 2,12 dólares, a 38,46 dólares, no New York Mercantile Exchange (Nymex).

Em Londres, o Brent do Mar do Norte para entrega em maio subiu 1,59 dólares (4,1%), a 40,33 dólares o barril.

O mercado reagiu ao fato de que os países produtores, tanto os membros como os não membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) se reunirão em abril para discutir um congelamento da produção, destacou Andy Lipow, da Lipow Oil Associates.

Essa reunião servirá de seguimento após o acordo sobre o congelamento da produção a seu nível de janeiro, fechado entre a Arábia Saudita e a Rússia – principais produtores de petróleo do mundo – durante uma reunião em Doha com a Venezuela e o Catar, indicou em um comunicado o ministro de Energia do Catar, Mohamed al Sada, presidente em exercício da Opep.

O ministro Al Sada afirmou que o acordo sobre o congelamento contou com a adesão dos maiores produtores de petróleo do mundo.

Até hoje, cerca de 15 produtores Opep e não Opep, que representam aproximadamente 73% da produção mundial de petróleo, apoiam essa iniciativa anunciada em fevereiro em Doha, comentou o ministro no comunicado.

O Irã, membro da Opep, que voltou aos mercados após a suspensão das sanções internacionais, advertiu que não participará do congelamento da produção. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 6329

0 Shares
You May Also Like