Goiás contra o Aedes já visitou mais de 5 milhões de imóveis

0 Shares
0
0
0
0

Desde o início da operação Goiás Contra o Aedes, em dezembro do ano passado, os agentes de endemias e os comunitários de saúde visitaram mais de cinco milhões de imóveis no Estado, entre casas, estabelecimentos comerciais, órgãos públicos e lotes baldios. Esses profissionais identificam, eliminam os focos e orientam os moradores sobre cuidados preventivos para a saúde da família. A operação é desenvolvida pela Secretaria da Saúde, com apoio do Corpo de Bombeiros Militar, prefeituras e órgãos afins.

Neste período, as equipes responsáveis pela ação eliminaram 80 mil criadouros do Aedes aegypti em todos os municípios goianos. A ação é para erradicar o mosquito em todo o território goiano. Grande parte do êxito da megaoperação contra o Aedes em Goiás é resultante do empenho, dedicação e determinação dos agentes de endemias e agentes comunitários de saúde.

Contratados pelos municípios nos quais atuam, os agentes conhecem profundamente a área em que atuam e mantém um vínculo de confiança com os moradores em função do trabalho diário, das constantes visitas que realizam aos domicílios. Os dados da SES constatam que em todo o Estado existem em atuação cerca de oito mil agentes comunitários de saúde e 2,8 mil agentes de endemias.

Este contingente de trabalhadores está distribuído em mais de 1,3 mil equipes do programa Estratégia de Saúde da Família, que leva informações preventivas à população em visitas domiciliares. A gerente de Atenção à Saúde da Superintendência de Vigilância em Saúde, Marisa Aparecida de Sousa e Silva, destaca que os agentes representam uma importante força de trabalho na comunidade. “Estas duas categorias atuam em prol da população. Tais agentes conhecem cada ente de sua área de atuação, o que lhe confere maior credibilidade, fortalece o vínculo e, ao mesmo tempo, lhe impõe mais responsabilidades.”

Na ação Goiás contra o Aedes, os agentes de endemias têm a função de identificar e eliminar os focos e, além disso, repassar orientações aos moradores quanto à importância da vistoria rotineira. Já os agentes comunitários de saúde atuam de forma complementar, levando informações sobre ações e cuidados preventivos para a saúde da família.

Visitas
A Diretriz Nacional para Controle de Epidemia de Dengue de 2009, do Ministério da Saúde, estabelece como parâmetro que cada agente de endemias deve fazer de 20 a 25 visitas aos imóveis diariamente. Em Goiás, foram realizadas aproximadamente cinco milhões de visitas de janeiro a abril de 2016.

Levando-se em consideração apenas os dias úteis desse período, foram realizadas 25 visitas diárias aos imóveis goianos, por cada agente de endemia do Estado (são 2,8 mil agentes em Goiás). Ressalta-se que o cálculo inclui, além de residências, lotes baldios, estabelecimentos comerciais, imóveis rurais, ou seja, propriedades em geral e não apenas os domicílios residenciais. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 9075

0 Shares
You May Also Like