Segplan convoca últimos ex-servidores da Caixego

0 Shares
0
0
0
0

Os últimos 280 ex-servidores da extinta Caixego, de um total de 1.720, vão retornar aos quadros do funcionalismo do Governo do Estado. O aviso de convocação foi assinado pelo secretário de Gestão e Planejamento, Joaquim Mesquita, no fim da tarde desta segunda-feira, dia 16. O servidor deve apresentar sua documentação a partir do dia 1º de junho, quando será imediatamente enquadrado.

O chamamento de reintegração da última lista dos ex-servidores da extinta Caixego, anistiados pela Lei 17.916/2012, está disponível no site ou no Diário Oficial do Estado do dia 16 de fevereiro último, nas páginas 4, 5, 6 e 7.

As dúvidas podem ser esclarecidas por meio dos telefones (62) 3201-6590, 3201-6553 ou 3201-6531, na Gerência de Perfil e Alocação de Pessoas da Superintendência Central de Administração de Pessoal/Segplan. A rotina a ser adotada consta no manual – anistia Caixego (III enquadramento – exercício de 2016; que pode ser acessado pelo site no canto superior direito da página no Banner Caixego.

Para tirar as dúvidas sobre exames médicos o interessado pode ligar para (62) 3201-6823 ou 3201-6822, na Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Administração de Pessoal/Segplan.

Este ano, o Governo do Estado enquadrou 222 servidores da extinta Caixego, embora tenham sido convocados 268. O processo de reintegração dos anistiados começou em 2013.

Pouco mais de 23 anos depois de terem sido demitidos, os ex-servidores voltaram aos quadros do funcionalismo do Governo do Estado, graças à determinação do governador Marconi Perillo. O banco foi liquidado extrajudicialmente por meio do comunicado nº 2.195 do Banco Central, de 20 de setembro de 1990.

Segundo o secretário Joaquim Mesquita, com este último chamamento, o governador Marconi cumpre a promessa de reinserção dos ex-servidores da Caixego nos quadros do funcionalismo estadual. O secretário lembrou as frases do próprio governador que, recentemente, disse que “o Governo teve a coragem de enfrentar o problema e buscar uma solução jurídica, tarefa que não foi fácil, porque muitas pessoas diziam que essa era uma causa perdida”. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 10146

0 Shares
You May Also Like