Microsoft anuncia compra do LinkedIn por US$ 26,2 bilhões

0 Shares
0
0
0
0

A gigante de tecnologia Microsoft anunciou nesta segunda-feira (13) acordo para comprar a rede social LinkedIn por US$ 26,2 bilhões, ou US$ 196 por ação da empresa.
Pelos termos do acordo anunciado, o LinkedIn vai manter a marca, cultura e independência, segundo comunicado divulgado. Jeff Weiner continuará no cargo de presidente-executivo da rede social e se reportará a Satya Nadella, presidente da Microsoft.
A transação foi aprovada por unanimidade pelos conselhos de administração do LinkedIn e da Microsoft. A expectativa é que o negócio esteja concluído até o final deste ano. A operação ainda depende da aprovação dos acionistas do LinkedIn e de órgãos reguladores.
A Microsoft vai financiar a operação principalmente pela emissão de novas dívidas. O valor supera os US$ 22 bilhões pagos pelo Facebook na compra do Whatsapp em 2014.
Às 12h30, as ações do LinkedIn avançavam 46,95%, para US$ 192,62, enquanto os papéis da Microsoft caíam 1,94%, a US$ 50,48.
“A equipe do LinkedIn desenvolveu um negócio fantástico centrado em conectar profissionais do mundo”, afirmou Nadella no comunicado. “Juntos nós podemos acelerar o crescimento do LinkedIn, assim como do Microsoft Office 365 e Dynamics enquanto nós buscamos empoderar cada pessoa e organização do planeta.”
“Hoje é um momento de refundação para o LinkedIn. Eu vejo oportunidades incríveis para nossos membros e consumidores e apoio esse negócio novo” afirmou Reid Hoffman, presidente do conselho de administração do LinkedIn e também cofundador e acionista controlador da rede social.
O LinkedIn é a maior rede social para profissionais do mundo, com 433 milhões de membros. No ano passado, a empresa lançou um aplicativo para smartphone que elevou o número de membros, além de ter implementado um feed de notícias de negócios. A aquisição é a maior que a Microsoft fez desde a compra do Skype, em 2011, por US$ 8,5 bilhões. A gigante de tecnologia também adquiriu, em 2013, a Nokia por cerca de US$ 7,2 bilhões. Em 2007, a empresa comprou a empresa de marketing digital aQuantive por US$ 6 bilhões. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 11686

0 Shares
You May Also Like