Votação do plano diretor é adiada

Redação Redação

Na manhã desta terça-feira, 26, em sessão extraordinária (sem custos aos cofres públicos), os vereadores de Aparecida de Goiânia voltaram a debater o projeto de lei que estabelece o novo plano diretor da cidade para os próximos dez anos. Entretanto, diante do pedido de vistas ao projeto do vereador William Ludovico (PTB), a matéria não pode ser votada.

Durante a sessão, os vereadores fizeram questionamentos e análises sobre o projeto que orientará a política de desenvolvimento e de ordenamento da expansão urbana do município para próxima década. E, com intuito de aprofundar nas avaliações, o vereador William Ludovico teve seu pedido de vistas aprovado em plenário.

“Diante da extensão e da relevância do projeto, preciso de mais tempo para analisar, juntamente com uma equipe técnica, as polêmicas que o envolvem”, explicou William.

No mesmo sentido, o vereador Edílson Ferreira (PMDB) afirmou que outros vereadores também demonstraram interesse em adiar a votação a fim de estudarem com mais tempo o plano.

O presidente da Câmara, Gustavo Mendanha (PMDB), lembrou que, democraticamente, a casa legislativa tem a tradição de respeitar todos os pedidos feitos pelos demais vereadores, mas que, diante de tamanha importância, as discussões sobre o novo plano precisam continuar como prioridade para que sua aprovação aconteça o mais rápido possível.

“Não tenho dúvidas que o novo plano diretor promoverá o crescimento de Aparecida em diversos aspectos, como infraestrutura, mobilidade e investimentos, além de proporcionar a correção de um erro histórico de nossa cidade, que é o seu crescimento desordenado. Por isso, é de suma importância a sua apreciação e aprovação”, destacou o presidente.

Se aprovada, a proposta de lei, de autoria do poder executivo, estabelecerá e organizará o crescimento, o funcionamento e o planejamento territorial da cidade, além de orientar as prioridades de investimento.

Com o retorno das sessões ordinárias na próxima semana, após recesso legislativo, a intenção é apreciar o novo plano diretor já nas primeiras sessões do segundo semestre. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 14213

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies