Cidade japonesa de Nagasaki lembra os 71 anos de bombardeio atômico

0 Shares
0
0
0
0

A cidade de Nagasaki, no Japão, lembrou nesta terça-feira o 71º aniversário do bombardeio atômico com um minuto de silêncio em homenagem às dezenas de milhares de vítimas do ataque, em uma cerimônia marcada pela recente visita a Hiroshima do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

O ato começou às 10h35 (hora local) e teve seu momento central às 11h02 (hora local), momento exato em que a bomba Fat man explodiu sobre a cidade, com um minuto de silêncio acompanhado pelo tradicional Sino da Paz, em homenagem às vítimas.

Após a cerimônia em memória das vítimas, o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, e o prefeito de Nagasaki, Tomihisa Taue, realizaram discursos onde destacaram a importância da histórica visita de Obama a Hiroshima no mês de maio e pediram pelo fim da proliferação nuclear.

A visita do presidente dos EUA e a mensagem pacifista que este enviou em Hiroshima dão esperanças para aqueles que acreditam em um mundo livre de armas nucleares, tanto no Japão e em outros países, disse Abe em seu discurso.

Não se pode voltar para a tragédia que ocorreu há 71 anos em Hiroshima e Nagasaki, afirmou Abe, lembrando que o Japão, é o único país que sofreu com a bomba atômica na guerra, e que fará todos os esforços para fazer encaminhar um Tratado de não-Proliferação de Armas nucleares ratificadas pela comunidade internacional.

Obama mostrou ao mundo a importância de ouvir, ver e sentir por si mesmo a realidade do bombardeio atômico com a sua visita a Hiroshima, disse o prefeito Tomihisa Taue.

Os EUA lançaram o primeiro ataque nuclear da história sobre a cidade de Hiroshima no dia 6 de agosto de 1945 e três dias depois lançou uma segunda bomba atômica sobre Nagasaki, o que desembocou na rendição do Japão no dia 15 de agosto e pôs fim à Segunda Guerra Mundial.
– BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 15538

0 Shares
You May Also Like