Impeachment: para Reale, Dilma deve ser afastada por perder equilíbrio fiscal

0 Shares
0
0
0
0

É uma forma de conduta seguidamente praticada ao longo dos anos. Desconheceu-se qualquer prudência, qualquer cuidado com as finanças públicas, diz Reale. Existe a obscuridade, existe a mentira. Significou uma política fiscal eleitoreira, gastos, gastos e gastos que foram escondidos.

Segundo o advogado, o afastamento de Dilma é fundamentado pelo conjunto dos fatos. Não se está afastando uma presidente da República por fatos isolados, disse. Ela não merece mais governar o Brasil, porque levou o Brasil ao desastre em que ele se encontra […] E caímos nisto, desemprego, recessão. Ligado a isso estão os decretos. A presidente sabia que não podia cumprir a meta fiscal.

Reale ocupou a tribuna do Senado logo após o encerramento da discussão do relatório do senador Antonio Anastasia favorável à pronúncia da presidenta Dilma Rousseff por crime de responsabilidade.

Ao todo, 47 senadores falaram, por cerca de 8 horas, com dois intervalos que somaram uma hora e meia. Com o fim do debate, o presidente da sessão, ministro Ricardo Lewandowski, estabeleceu novo intervalo de 30 minutos.

Em seguida será a vez do ex-ministro José Eduardo Cardozo, advogado de defesa de Dilma, falar por 30 minutos. Depois disso, os senadores começarão a votar o texto principal do relatório. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 15785

0 Shares
You May Also Like