Maduro nomeia ministro do Interior acusado de narcotráfico nos EUA

0 Shares
0
0
0
0

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, nomeou ministro do Interior, nesta terça-feira (2), o ex-chefe da Guarda Nacional Néstor Reverol.

Na segunda-feira (1º), Reverol, 51, foi acusado formalmente pela Justiça dos EUA de receber propina, entre janeiro de 2008 e dezembro de 2010, de uma rede de tráfico de cocaína que atuava em solo americano. À época, ele era diretor da agência antidrogas venezuelana.

“Ofereço todo o meu apoio a ele e sua família depois de ter sido atacado pelo império americano”, afirmou Maduro. Segundo o presidente, Reverol é perseguido porque “quebrou o recorde mundial de captura de traficantes”, e isso teria incomodado a agência antidrogas dos EUA.

Um dos assessores de Reverol à frente da agência antidrogas, Edylberto Molina, 53, também foi acusado pela Justiça dos EUA. Molina hoje ocupa um posto militar na Alemanha.

De acordo com a acusação americana, Reverol e Molina também agiram para obstruir investigações, permitindo que veículos carregados de droga deixassem a Venezuela, além de organizar a soltura de detidos em casos relacionados com drogas e a liberação de dinheiro e drogas apreendidas pelos órgãos de segurança. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 15106

0 Shares
You May Also Like