Petróleo fecha em queda

Redação Redação

O petróleo caiu nesta segunda-feira em Nova York diante da falta de perspectivas próximas ao equilíbrio entre a oferta e a demanda.

O barril de referência WTI para entrega em setembrp caiu 1,54 dólares, a 40,06 depois de ter oscilado em torno dos 40 dólares, um piso baixo, não alcançado há 15 semanas.

Em Londres, o barril de Brent para entrega em outubro teve queda de 1,39 dólares, a 42,14 dólares.

O mercado percebe que a oferta é superabundante e quer saber até onde (o preço) pode cair, disse Phil Flynn, da Price Futures Group.

Flynn mencionou vários fatores contrários à alta dos preços: Ouvimos que a produção da Opep atinge um nível recorde, vemos que a quantidade de poços ativos (nos Estados Unidos) e a a Líbia retomará suas exportações.

A Arábia Saudita, por sua vez, rebaixou seu preço para entrega em setembro aos consumidores asiáticos em 1,30 dólares em relação a agosto, informaram analistas do Commerzbank. Isso implica em mais um episódio na guerra de preços por preservar o mercado asiático.

Em meio a esse panorama, Flynn diz ter esperanças: o fato de que os preços desta segunda-feira não tenham fechado abaixo dos 40 dólares pode ser um sinal de que haja uma recuperação na terça-feira, porque se considerou que nas últimas duas semanas o mercado vendeu muito.
– BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 14988

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies