Cunha quer Guido Mantega e Eduardo Paes como testemunhas de defesa

0 Shares
0
0
0
0

O ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) quer que o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, também do PMDB, sejam testemunhas no processo em que ele responde na Operação Lava Jato. O pedido foi feito pela defesa do ex-presidente da Câmara na sexta-feira (11) e enviado ao juiz federal Sergio Moro. O magistrado ainda não decidiu sobre o pleito de Cunha.

Mantega e Paes foram chamados, segundo os advogados de Cunha, para o lugar das testemunhas Pedro Augusto Cortes Xavier, ex-gerente da Petrobras, e do ex-deputado federal João Paulo Cunha, do PT. O motivo para a troca foi a dificuldade em localizar Pedro Xavier e João Paulo Cunha.

Eduardo Cunha responde pela acusação de ter contas secretas na Suíça e de receber propinas no negócio em que a Petrobras comprou o Bloco de Benin, na África, em 2011.
Os advogados de Eduardo Cunha justificam que é necessário ouvir o ex-ministro da Fazenda porque na época do negócio em Benin, Mantega era presidente do Conselho de Administração da Petrobras.

Em relação à convocação de Paes, a defesa diz que o prefeito poderá atestar que Cunha estava com ele no dia em que o Ministério Público Federal aponta como sendo de uma suposta reunião na Petrobras em que Cunha teria participado.

O juiz Sergio Moro ainda vai decidir se permite ou não a troca de testemunhas pleiteada pelos advogados de Eduardo Cunha.
O ex-presidente da Câmara também listou como testemunhas de defesa em seu processo o presidente Michel Temer e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Moro autorizou a convocação dessas testemunhas.

O presidente Michel Temer pediu para depor por escrito e Lula vai falar por vídeoconferência no dia 30 deste mês, na Justiça Federal em São Bernardo do Campo. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 20927

0 Shares
You May Also Like