Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Vai comprar um carro? Não caia nessas pegadinhas - Jornal Brasil em Folhas
Vai comprar um carro? Não caia nessas pegadinhas


SÃO PAULO – Anúncios online oferecem, normalmente, preços imperdíveis, mas ao mesmo tempo, podem conter muitas pegadinhas. Letras miúdas, promoções que não agregam em nada e elementos que só são descobertos na compra do veículo, poderiam ser evitados se uma checagem tivesse sido realizada previamente e mais, se a pessoa estivesse atenta aos erros mais comuns nas propagandas.

Raphael Galante, economista e consultor da Oikonomia Consultoria Automotiva, conta algumas das principais pegadinhas feitas por anúncios de veículos para que você evite possíveis transtornos na compra do seu:

Promoções de financiamento

Muitas lojas oferecem o benefício de financiar o veículo com “taxa zero de juros”. A primeira reação do consumidor é a surpresa, que é seguida por uma felicidade instantânea e passageira: “Você pensa: ‘nossa, que lindo!’, mas não, porque precisa pagar 80% de entrada e pagar o saldo em 12 meses”, diz Galante. E completa: “O juro realmente é zero, mas não ajuda em nada”.

Letras miúdas

As letras miúdas são um dos grandes problemas enfrentados pelos consumidores. Ao invés de propagandas claras e precisas, informações importantes, que podem alterar totalmente a vantagem do produto anunciado, são escritas em lugares pouco visíveis e com letras praticamente ilegíveis.

Na maioria das vezes as promoções parecem excelentes e o consumidor fica tentado a comprar o veículo naquele instante. O que acontece, porém, é que apenas as letras garrafais são levadas em consideração, e o consumidor se sente enganado quando vai à loja e descobre que o carro anunciado não era a versão que ele queria, mas uma outra. “A propaganda não está errada, a pessoa só precisa ler as entrelinhas”, afirma o consultor.

Ausência de estoque

Você está navegando na web e aparece um pop-up anunciando um carro que está à venda. Vamos supor que você ficou interessado e vai à loja conferir o veículo. Chegando lá, porém, o vendedor só possui um modelo mais recente daquele automóvel, e aquele que você havia visto no anúncio já encontra-se “esgotado”. Consequentemente, o valor do carro aumenta, já que ele não possui as mesmas características do produto anunciado.

Essa é, segundo Raphael, uma das pegadinhas mais comuns entre os anúncios de carros e tem como objetivo atrair o consumidor para a loja. “Quando você chega na loja eles falam: aquele lá já foi vendido, mas temos esse outro, mais novo e com alguns adicionais”, comenta.

Falta de checagem

Uma checagem das informações é indispensável na hora de comprar um veículo online, principalmente se o automóvel é usado. É preciso verificar se os pagamentos estão em dia, se não há possíveis multas e se não há bloqueios administrativos no DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito). Checar itens como quilometragem, assim como, solicitar os comprovantes de pagamento do IPVA e do DPVAT também são importantes.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212