Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Por trás das páginas da Wikipédia, os editores voluntários do saber - Jornal Brasil em Folhas
Por trás das páginas da Wikipédia, os editores voluntários do saber


Apaixonados pelo conhecimento compartilhado, adeptos da economia colaborativa: cerca de 80.000 editores voluntários atualizam permanentemente os 36 milhões de artigos em 280 línguas da Wikipédia, que completou 15 anos na última sexta-feira.

Eles têm entre 16 e 66 anos de idade e dedicam parte de seu tempo livre para escrever artigos sobre os temas mais diversos, corrigir falhas e eliminar impropérios.

Em 15 anos, o sonho de um saber criado por todos e disponível gratuitamente tornou-se realidade.

Desde 2005, a conferência Wikimania reúne anualmente em algum lugar do mundo estudiosos e colaboradores da Wikipédia. A última foi organizada na capital mexicana em julho passado.

A nível local, os wikipedistas que redigem voluntariamente a enciclopédia se reúnem regularmente para divulgar sua missão. Cada primeiro sábado do mês, um grupo se encontra para trocar experiências.

Vou bloquear mais dois e logo falo com você, explica L., uma parisiense de quarenta anos, pouco antes de começar a entrevista. Ela estava terminando sua patrulha diária na Wikipédia para censurar editores que se dedicam a introduzir insultos na enciclopédia global.

Qualquer pessoa pode mudar o que quer que seja, sempre e quando a informação tiver fonte (livros ou artigos), e todos participam da busca por erros. E funciona: o site se tornou uma referência para os internautas e recebe em média cerca de 18 milhões de consultas ao mês.

- Utopia em ação -

O colaborador típico é homem - mais de 80% dos casos - tem cerca de trinta anos, é branco e possui ensino superior.

É o caso de CMI, autor de artigos sobre a Polônia no século XX, tema pelo qual é apaixonado.

Comecei por causa de um erro ortográfico, como a maioria. Depois que a gente entra, é tarde demais, brinca o jovem barbudo, orgulhoso de participar do que considera uma utopia em ação.

Para começar, não é necessário criar uma conta nem um pseudônimo: apenas aparece o endereço IP (endereço do servidor de internet que não necessariamente identifica particulares). Me dedicava a corrigir erros, cinco minutos de vez em quando. Virei um colaborador identificado (com conta e pseudônimo) em 2013, explica.

CMI começou então a redigir um artigo sobre um projeto nazista num povoado polonês - um episódio histórico pouco conhecido, sobre o qual havia escrito um livro. Escrever um artigo é uma grande satisfação, afirma. A pessoa passa a ser um indivíduo dentro de um coletivo, a serviço de um todo, afirma.

Hoje já é autor de cerca de 70 artigos.

Sair do anonimato do IP significa passar para um patamar acima. Porque geralmente os IP são sinônimo de vandalismo.

L., que não quis revelar seu nome nem seu pseudônimo, dedica entre cinco e seis horas por dia à caça de mensagens de ódio, comentários tendenciosos ou escatológicos. Um programa automático elimina 98% das grosserias mas apenas um ser humano tem a capacidade de adotar sanções: o autor - mais especificamente seu IP - ficará bloqueado em média durante três dias.

- Vandalismo e castigo -

Se a iniciativa parte de uma escola ou de um ministério, toda a instituição ficará bloqueada, coisa que acaba de ocorrer com o ministério do Interior francês, excepcionalmente excluído por um ano.

0x01OC, de 21 anos, começou agregando uma foto num artigo. Desde então contribui para as páginas sobre Doctor Who e participa de patrulhas de manutenção graças a um programa que mostra todas as modificações em tempo real.

Na Wikipédia, tudo deixa rastros. É possível ver as versões sucessivas de cada artigo, e o internauta que o modificou. Os wikipedistas programam alertas sobre os temas que os interessam: a biografia de uma estrela por exemplo, será muito monitorada - no caso de alguma notícia importante, competem para atualizá-la -, embora temas mais particulares permaneçam muito tempo sem atualizações.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212