Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


26 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Especialistas recomendam suspensão de Jogos Rio-2016 por zika - Jornal Brasil em Folhas
Especialistas recomendam suspensão de Jogos Rio-2016 por zika


Em uma carta aberta, mais de 150 médicos, cientistas e pesquisadores internacionais alertaram nesta sexta-feira que os Jogos Olímpicos do Rio-2016, previstos para agosto, deveriam ser transferidos ou adiados devido ao vírus da zika vírus.

Prosseguir com os Jogos no Rio, a segunda cidade mais afetada pela epidemia de zika no Brasil, seria irresponsável e anti-ético, argumentam os especialistas na carta.

Nossa maior preocupação é a saúde global. A cepa brasileira do vírus da zika afeta a saúde de formas que a ciência nunca tinha visto antes, diz a carta, assinada por especialistas de Brasil, Estados Unidos, Grã-Bretanha, Canadá, Noruega, Filipinas, Japão, África do Sul, Turquia, Líbano, entre outros.

Um risco desnecessário se apresenta quando 500.000 turistas estrangeiros de todos os países que comparecerão aos Jogos se expõem potencialmente a esta cepa e retornam às suas casas, onde pode se tornar endêmica, afirmou.

Se isso acontecer em locais mais pobres, como aqueles ainda não afetados (por exemplo, a maior parte do Sul da Ásia e da África), o sofrimento pode ser grande, alertaram na carta.

O zika pode causar malformações, como a microcefalia, que leva a bebês nascerem com a cabeça e o cérebro incomumente pequenos.

Aproximadamente 1.300 bebês nasceram no Brasil com deficiências irreversíveis desde que o mosquito , vetor da dengue, começou a transmitir zika, no ano passado.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e as principais autoridades sanitárias dos Estados Unidos têm alertado as pessoas que viajam para o Brasil a tomar as precauções necessárias para evitar as picadas do mosquito. Alertam também às mulheres grávidas que evitem áreas onde o zika está circulando, como o Rio de Janeiro.

Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, entre 5 de agosto e 18 de setembro, ocorrerão durante o inverno no Brasil, quando há menos quantidade de mosquitos ativos e o risco de ser picado é menor, informou a OMS no início deste mês.

Mas a carta aberta, assinada por médicos e pesquisadores das principais universidades ao redor do mundo, expressou preocupação de que as autoridades não estejam protegendo as pessoas adequadamente ante o risco representado pelo zika.

É antiético correr este risco somente por Jogos que poderiam ocorrer de qualquer forma, mesmo que adiados e/ou transferidos, destacou.

A carta recomenda a OMS a realizar uma nova avaliação baseada em evidências da situação no Brasil e de suas recomendações para os turistas.

Conflito de interesses

Dado o grande investimento financeiro do evento, a carta questiona se a agência sanitária da ONU foi bem sucedida em fornecer um parecer não tendencioso da situação.

Segundo o documento, a entidade mundial pode não estar considerando adequadamente as opções, que incluem mudar os Jogos para um local onde o zika não esteja presente, adiá-los até que o zika esteja sob controle, ou cancelá-los.

Nós estamos preocupados de que a OMS esteja rejeitando essas alternativas devido a um conflito de interesses, ressaltou a carta.

Especificamente, a OMS entrou em uma parceria oficial com o Comitê Olímpico Internacional (COI), em um Memorando de Entendimento que permanece secreto, acrescentou.

Eles pediram que a organização divulgue o memorando.

Não fazê-lo lança dúvidas a respeito da neutralidade da OMS, afirmou.

A OMS necessita rever a questão do zika e o adiamento e/ou mudança dos Jogos. Recomendamos que a OMS convoque um grupo independente para avaliar isto junto ao COI em um processo transparente, baseado em evidências, onde a ciência, a saúde pública e o espírito esportivo venham em primeiro lugar, declarou a carta.

Em vista das consequências para a saúde pública e a ética, não fazê-lo é irresponsável, concluiu.

 

Últimas Notícias

Empresários brasileiros apostam em alimentos e bebidas saudáveis
Temporal no RS deixa mais de 360 mil residências sem luz
Livro aborda mentiras contadas por presidentes do Brasil em 100 anos
Setor da cachaça lança manifesto contra carga tributária
Polícia busca PM sequestrado por criminosos na zona oeste do Rio
Bolsonaro passa bem e tem dreno retirado do abdome
PM encontra carro de policial sequestrado no Rio
Festival de Brasília termina hoje com entrega de premiações

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212