Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Disque-Denúncia recebe ligações sobre participantes de estupro coletivo no Rio - Jornal Brasil em Folhas
Disque-Denúncia recebe ligações sobre participantes de estupro coletivo no Rio


O Disque Denúncia recebeu, desde a última quarta-feira (25), quando surgiram as primeiras informações sobre a adolescente estuprada por vários homens em uma casa no alto do morro São José Operário, na Praça Seca, zona oeste do Rio, 22 denúncias informando a localização dos envolvidos no estupro coletivo

A delegada Cristiana Miguel Bento, da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV), que está em contato direto com o Disque Denúncia desde o início do caso, informou que todos os telefonemas que recebidos na central foram repassados de imediato à própria delegacia.

Segundo dados do Núcleo de Violência Doméstica do Disque-Denúncia, apenas no ano de 2014 foram cadastradas 810 denúncias sobre abuso sexual e 801 denúncias sobre exploração sexual através dos números 2253-1177 ou 0300-2531177(interior do Rio). No ano passado, foi registrada uma queda de 30% nas denúncias sobre esses casos, sendo 558 de abuso sexual e 574 de exploração sexual. Embora o percentual de denúncias tenha reduzido, o número de casos de exploração sexual infantil, teve um aumento de quase 3% em relação ao de abusos. Analisando territorialmente essas denúncias, foi possível constatar que a Zona Oeste foi o local de maior incidência desses crimes.

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) estabelece que nenhuma criança ou adolescente poderá ser objeto de discriminação, exploração, violência, crueldade ou qualquer forma de negligência. Fechando os quatro primeiros meses de 2016, o Núcleo de Violência Doméstica informou que 77 denúncias sobre abuso chegaram à Central, enquanto que 97 denúncias sobre exploração sexual foram cadastradas. Repetindo o ano de 2015, a zona oeste da cidade foi onde houve o maior registro de denúncias (Campo Grande, Realengo, Padre Miguel, Santa Cruz, Bangu, Jacarepaguá).

Diferença entre violência sexual e exploração sexual

A violência sexual pode ocorrer de duas formas distintas. Abuso sexual é qualquer forma de contato e interação sexual entre um adulto e uma criança ou adolescente, em que o adulto, que possui uma posição de autoridade ou poder, utiliza-se dessa condição para sua própria estimulação sexual, da criança ou adolescente, ou ainda de terceiros, podendo ocorrer com ou sem contato físico. Já a exploração se caracteriza pela utilização sexual de crianças e adolescentes com a intenção de lucro, seja financeiro ou de qualquer outra espécie. São quatro formas em que ocorre a exploração sexual: em redes de prostituição, pornografia, redes de tráfico e turismo sexual.

Forma de denunciar

Para auxiliar os órgãos responsáveis pela proteção e fiscalização, o Disque-Denúncia recebe de forma anônima as denúncias sobre violência contra crianças e adolescentes através dos telefones 2253 1177 (capital) ou 0300-2531177 (interior, custo de ligação local). As informações são monitoradas e há um encaminhamento diferenciado às autoridades. O serviço funciona de segunda-feira a sábado, das 7h às 23h30. No caso do estupro coletivo que ocorreu na última semana, as denúncias recebidas pelo Disque Denúncia estão sendo encaminhadas para a delegada Cristiana Miguel Bento, titular da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV).

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212