Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Amplitude da pesca no mundo está subestimada em 30% - Jornal Brasil em Folhas
Amplitude da pesca no mundo está subestimada em 30%


A extensão da pesca no mundo está amplamente subestimada e na verdade seria 30% maior do que as estimativas oficiais - é o que diz um estudo publicado nesta terça-feira, incluindo a pesca industrial e artesanal e os descartes.

Este trabalho, conduzido por Daniel Pauly e Dirk Zeller, da Universidade de British Columbia, também mostram que a diminuição dos recursos haliêuticos é mais rápida do que pensava a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), cujas cifras são consideradas referência.

De acordo com o estudo publicado na Nature Communications, a captura anual chegou a 109 milhões de toneladas em 2010, ou 30% mais do que 77 milhões de toneladas registradas no mesmo ano pela FAO, com base nas estatísticas nacionais de 200 países.

Segundo os pesquisadores, a diferença é que a maioria dos países se concentra na pesca industrial e não têm pesca artesanal, de subsistência ou ilegal nem os peixes capturados acidentalmente e depois descartados.

O estudo, realizado com a ajuda de cerca de cinquenta cientistas, consistiu em reconstituir as estatísticas de 1950 a 2010 através de múltiplas fontes (literatura científica, cifras de pescas, estudos locais, legislação, demografia , etc.).

Estas investigações mostram que nos últimos 25 anos, a queda observada no volume de pesca ao nível mundial era mais importante do que as estimativas da FAO: cerca de 20 milhões de toneladas, em vez de dez.

De acordo com especialistas, esta queda, apesar de uma expansão da frota mundial e em modernização, se deve aos recursos haliêuticos em declínio.

A pesca industrial passou assim de 87 milhões de toneladas em 2000 para 73 milhões de toneladas em 2010.

Esta diminuição global é devido à pesca excessiva, disse Daniel Pauly, que espera que uma melhor estimativa dos volumes de pesca irá garantir peixe o suficiente para satisfazer as necessidades alimentares.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212