Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Professores protestam contra salário atrasado, em Aparecida de Goiânia - Jornal Brasil em Folhas
Professores protestam contra salário atrasado, em Aparecida de Goiânia


Professores da rede municipal de ensino reclamam que o pagamento do salário de maio não foi feito pela prefeitura de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana. Um grupo de docentes realizou uma manifestação na manhã desta quarta-feira (8) pedindo pelo pagamento do salário e do piso nacional da categoria, que representa um reajuste de 11,36%.
Durante o ato, o grupo caminhou da sede da prefeitura da cidade até a Câmara Municipal gritando palavras de ordem. O professor da rede municipal Antônio Carlos reclama que o dinheiro deveria ter sido depositado para a categoria no último dia 31.
“As nossas contas estão todas atrasadas, estamos indignados porque não temos condições nem de ir para o trabalho. A prefeitura diz que vai nos pagar, mas na verdade entrou na Justiça para não pagar o piso do professor”, reclamou.
Resposta
A prefeitura de Aparecida de Goiânia informou que o pagamento será feito até a noite desta quinta-feira (9). Ainda conforme a prefeitura, o piso nacional não está sendo pago porque precisa respeitar a lei de responsabilidade fiscal.
Segundo a administração do município, o salário não caiu na conta dos servidores na data correta a pedido do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Goiás (Sintego), que esperava uma decisão judicial referente ao pagamento do piso nacional da categoria.
O Sintego informou que não pediu qualquer adiamento no pagamento dos salários e que a própria prefeitura informou que precisava de mais tempo para fazer o pagamento.
“Conseguimos uma liminar para que a prefeitura pagasse o piso independente da lei de responsabilidade fiscal. Eles fizeram um primeiro pagamento com piso e depois recorreram da decisão judicial e ganharam. Dois dias antes de cair o salário, voltamos a pedir que pagassem o piso e eles disseram que precisavam de mais dias para ajustar as folhas de pagamento. Não pedimos esse adiamento”, disse Edinéia Pereira, secretária de imprensa e divulgação do Sintego.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Deputados do Rio prorrogam cotas nas universidades públicas estaduais
Estados e municípios pedem Fundeb permanente e mais recursos da União
Professores apontam dificuldades na implementação da BNCC
Olimpíada de Matemática terá a participação de 900 mil estudantes
Termina hoje prazo da pré-seleção em lista de espera do Fies

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212