Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


11 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Petróleo fecha com o nível mais alto de 2016 em Nova York - Jornal Brasil em Folhas
Petróleo fecha com o nível mais alto de 2016 em Nova York


O petróleo subiu nesta segunda-feira a seu nível mais alto de 2016 em Nova York.

Os preços do barril de light sweet crude (WTI) para entrega em julho subiu 1,07 dólar, a 49,69 dólares no New York Mercantile Exchange, maior valor desde julho de 2015.

Em Londres, o barril de Brent do mar do Norte para entrega em agosto avançou 91 centavos, a 50,55 dólares, no Intercontinental Exchange (ICE), maior preço desde outubro.

Alguns investidores parecem perceber somente agora que o dólar caiu na sexta-feira e compraram petróleo (cujos preços são cotados em dólar), opinou Tim Evans, da Citi.

O segundo elemento que influenciou o mercado nesta segunda-feira foram os riscos envolvendo a produção da Nigéria, onde um grupo rebelde ameaça fazer novos ataques à região petrolífera.

Um terceiro elemento favorável ao mercado foi a Arábia Saudita ter aumentado os preços do petróleo exportado para os Estados Unidos e para a Ásia. Essa decisão foi interpretada como um sinal de otimismo sobre uma reabsorção durável da oferta excedente petróleo no mundo.

Finalmente, um último fator de sustentação dos preços foram, segundo Evans, os rumores de que as reservas de petróleo no terminal americano de Cushing, que servem de referência para a cotação do WTI, caíram na semana passada.

 

Últimas Notícias

Jornalista e radialista Laerte Junior morre aos 52 anos
Prazo para consolidar dívidas do Refis começa nesta segunda
Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
Receita libera hoje consulta a sétimo lote de restituição do IR 2018
Intenção de investimentos da indústria cresce 4,4 pontos
Mercado reduz estimativa de inflação pela sétima vez
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
Anatel apreende mais de 126 mil produtos não certificados

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212