Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Microsoft anuncia compra do LinkedIn por US$ 26,2 bilhões - Jornal Brasil em Folhas
Microsoft anuncia compra do LinkedIn por US$ 26,2 bilhões


A gigante de tecnologia Microsoft anunciou nesta segunda-feira (13) acordo para comprar a rede social LinkedIn por US$ 26,2 bilhões, ou US$ 196 por ação da empresa.
Pelos termos do acordo anunciado, o LinkedIn vai manter a marca, cultura e independência, segundo comunicado divulgado. Jeff Weiner continuará no cargo de presidente-executivo da rede social e se reportará a Satya Nadella, presidente da Microsoft.
A transação foi aprovada por unanimidade pelos conselhos de administração do LinkedIn e da Microsoft. A expectativa é que o negócio esteja concluído até o final deste ano. A operação ainda depende da aprovação dos acionistas do LinkedIn e de órgãos reguladores.
A Microsoft vai financiar a operação principalmente pela emissão de novas dívidas. O valor supera os US$ 22 bilhões pagos pelo Facebook na compra do Whatsapp em 2014.
Às 12h30, as ações do LinkedIn avançavam 46,95%, para US$ 192,62, enquanto os papéis da Microsoft caíam 1,94%, a US$ 50,48.
“A equipe do LinkedIn desenvolveu um negócio fantástico centrado em conectar profissionais do mundo”, afirmou Nadella no comunicado. “Juntos nós podemos acelerar o crescimento do LinkedIn, assim como do Microsoft Office 365 e Dynamics enquanto nós buscamos empoderar cada pessoa e organização do planeta.”
“Hoje é um momento de refundação para o LinkedIn. Eu vejo oportunidades incríveis para nossos membros e consumidores e apoio esse negócio novo” afirmou Reid Hoffman, presidente do conselho de administração do LinkedIn e também cofundador e acionista controlador da rede social.
O LinkedIn é a maior rede social para profissionais do mundo, com 433 milhões de membros. No ano passado, a empresa lançou um aplicativo para smartphone que elevou o número de membros, além de ter implementado um feed de notícias de negócios. A aquisição é a maior que a Microsoft fez desde a compra do Skype, em 2011, por US$ 8,5 bilhões. A gigante de tecnologia também adquiriu, em 2013, a Nokia por cerca de US$ 7,2 bilhões. Em 2007, a empresa comprou a empresa de marketing digital aQuantive por US$ 6 bilhões.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212