Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Renováveis representarão 70% da energia na Europa em 2040 - Jornal Brasil em Folhas
Renováveis representarão 70% da energia na Europa em 2040


Graças a uma queda nos custos de geração, as energias renováveis se desenvolverão maciçamente nos próximos anos e representarão 70% da eletricidade na Europa em 2040, de acordo com um relatório publicado nesta segunda-feira.

Os preços do gás e do carvão vão continuar baixos, mas isso não vai impedir uma transformação fundamental do sistema elétrico mundial nas próximas décadas em benefício das energias renováveis, como a eólica e a solar, afirma a empresa de pesquisas Bloomberg New Energy Finance (BNEF) no relatório New Energy Outlook 2016.

Em 2015, as energias renováveis representavam 32% da produção total de eletricidade na Europa.

Nos Estados Unidos, as energias verdes (hidroelétrica, eólica, solar, etc) passarão de representar 14% da eletricidade, no ano passado, para 44% em 2040. E, apesar do boom do gás de xisto, a cota de mercado do gás passará de 33% para 31%.

Uma conclusão que pode surpreender é que nossas previsões não apontam para uma idade de ouro do gás, exceto na América do Norte, afirma Elena Giannakopoulou, economista especializada em energia, em um comunicado divulgado junto com o relatório.

Enquanto fonte de eletricidade a nível mundial, o gás será superado pelas renováveis em 2027. Será necessário esperar até 2037 para que as renováveis ultrapassem o carvão, acrescenta Giannakopoulou.

Segundo a BNEF, esta forte expansão das energias renováveis será possível por causa da redução contínua dos custos das tecnologias eólicas, que serão 41% mais baratas em 2040, e solares, que diminuirão 60% até esse ano.

Estas duas fontes de energia elétrica serão as mais baratas em muitos países na década de 2020, e em quase todo o mundo a partir de 2030.

A demanda de eletricidade aumentará também graças aos veículos elétricos e ao desenvolvimento do mercado das baterias.

Segundo a BNEF, em 2040 os carros elétricos representarão 35% das vendas de veículos novos no mundo todo, com um total de 41 milhões de unidades.

Entre 2016 e 2040 serão investidos cerca 7,8 trilhões de dólares nas energias verdes a nível mundial. No mesmo período, as energias fósseis atrairão 2,1 trilhões de dólares, principalmente nos países emergentes.

Essa transformação não será, porém, suficiente para respeitar os compromissos assumidos no acordo internacional sobre o clima, que preveem limitar o aquecimento global abaixo de 2°C em relação à era pré-industrial, de acordo com o relatório.

Para alcançar tal objetivo, seria necessário investir um adicional de 5,3 trilhões de dólares na produção de eletricidade baixa em carbono.

 

Últimas Notícias

Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212