Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Lula recorre ao STF para tentar evitar envio de investigações para Moro - Jornal Brasil em Folhas
Lula recorre ao STF para tentar evitar envio de investigações para Moro


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva protocolou um recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar reverter a decisão do ministro Teori Zavascki que determinou o envio das investigações contra ele na Lava Jato para o juiz federal Sérgio Moro, responsável, na primeira instância, dos processos do esquema que atuava na Petrobras.
Os inquéritos remetidos na última segunda-feira (13) a Curitiba apuram se o ex-presidente ocultou patrimônio e se recebeu vantagens de empreiteiras envolvidas no esquema de corrupção na Petrobras, na forma de reformas ou através do pagamento de palestras.
A defesa de Lula apresentou no tribunal os chamados embargos de declaração, recurso para esclarecer omissões, contradições e obscuridades em decisões judiciais.
Os advogados do ex-presidente apontaram como contradição da decisão de Teori a remessa ao Paraná das investigações sobre o sítio em Atibaia (SP) e do triplex em Guarujá (SP) atribuídos ao petista.
Na visão da defesa de Lula, os dois casos deveriam ser encaminhados para a Justiça de São Paulo na medida em que os dois imóveis sob suspeita estão localizados no estado.
Além disso, os defensores do petista alegam que se Janot decidiu incluir Lula no principal inquérito da Lava Jato no Supremo – o que apura se existiu uma organização criminosa para fraudar a Petrobras –, não há razão para apurações sobre o mesmo tema em instâncias diferentes.
Segundo os advogados, ou tudo fica no STF ou deve ser decidido qual ramo da Justiça vai analisar as suspeitas contra o ex-presidente relacionadas aos imóveis de São Paulo.
“Diante desse cenário, resta evidente que ao proferir a r. decisão embargada Vossa Excelência, com o devido respeito, deixou de realizar (omissão) uma necessária sistematização das investigações relacionadas ao embargante. Ou as condutas do embargante devem ser averiguadas no âmbito da ‘Operação Lava Jato’ e essa averiguação deve prosseguir no Inquérito 3.989, ou o assunto relacionado aos procedimentos relacionados a esta Reclamação não dizem respeito à citada operação e, neste hipótese, há necessidade de se determinar qual o órgão jurisdicional competente para processá-los ao realizar-se o desmembramento”, diz trecho do recurso apresentado pela defesa de Lula.
Sítio e triplex
Em março deste ano, o Ministério Público de São Paulo denunciou o ex-presidente da República pelos crimes de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica por causa da suposta compra de um apartamento triplex em Guarujá (foto inferior direita), no litoral de São Paulo. O MP diz que a soma de testemunhos e documentos levam à única conclusão de que o imóvel era destinado a Lula. A defesa de Lula nega que o ex-presidente seja proprietário do triplex.
Segundo os promotores, testemunhas e documentos atestam que Lula cometeu dois crimes: falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.
Em relação ao sítio de Atibaia (foto superior direita), documentos divulgados pela força-tarefa da Lava Jato reforçam a suspeita de que Lula é o verdadeiro dono do sítio em Atibaia (SP), que teve obras pagas por empreiteiras investigadas no esquema de corrupção da Petrobras.
O ex-presidente, entretanto, afirma que o sítio é de dois amigos dele: Jonas Suassuna e Fernando Bittar. Segundo o petista, a ideia dos amigos era oferecer a ele não só um lugar para descansar, mas também para guardar “as tralhas de Brasília”.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212