Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 EUA e China concordam com necessidade de nova medida da ONU - Jornal Brasil em Folhas
EUA e China concordam com necessidade de nova medida da ONU


O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, e o ministro das Relações Exteriores chinês, Wang Yi, concordaram nesta quarta-feira sobre a necessidade de uma nova resolução do Conselho de Segurança da ONU para a Coreia do Norte, depois que o país isolado realizou um teste nuclear em 6 de janeiro, apesar dos parcos sinais de progresso concreto até agora.

As expectativas foram que Kerry, em uma visita de dois dias a Pequim, pressionasse a China, único país a dar apoio ao regime na Coreia do Norte, a trabalhar para impor maiores limitações a Pyongyang, após os norte-coreanos declararem a realização bem-sucedida de um teste com uma bomba de hidrogênio miniaturizada, embora os EUA tenham expressado dúvidas sobre a potência real do artefato.

A China tem insistido que já faz grandes esforços em prol da desnuclearização da península coreana, e Wang rejeitou qualquer especulação sem embasamento sobre a posição chinesa em relação à Coreia do Norte, depois de autoridades norte-americanas terem comentado que a China poderia fazer mais sobre o assunto.

Concordamos que o Conselho de Segurança da ONU precisa tomar medidas adicionais e aprovar uma nova resolução, disse Wang a jornalistas em uma coletiva de imprensa conjunta com Kerry.

Nesse ínterim, devemos destacar que uma nova resolução não deve provocar novas tensões, acrescentou o chanceler chinês.

Kerry disse que os dois lados concordaram com um esforço acelerado no âmbito da ONU, de modo a alcançar uma resolução firme, que introduza novas e significativas medidas de contenção à capacidade da Coreia do Norte avançar em seus programas balístico e nuclear.

Não é suficiente concordar com o objetivo, acreditamos que precisamos concordar sobre os passos significativos necessários para chegar ao cumprimento desse objetivo, disse Kerry.

O Conselho de Segurança da ONU, composto por 15 países-membros, disse na época do teste da Coreia do Norte que começaria a trabalhar numa série de medidas de resposta, uma ameaça que diplomatas disseram que pode resultar numa expansão de sanções.

 

Últimas Notícias

Temer sanciona MP 846 e o Brasil tem as apostas esportivas legalizadas
Defesa deve pedir hoje prisão domiciliar para João de Deus
Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212