Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Japão estende funcionamento de dois reatores de mais de 40 anos - Jornal Brasil em Folhas
Japão estende funcionamento de dois reatores de mais de 40 anos


A agência de regulação nuclear japonesa autorizou nesta segunda-feira, de forma excepcional, que dois reatores nucleares de mais de 40 anos funcionem além desse limite, depois de ter certificado sua conformidade técnica, segundo as novas normas de segurança.

As unidades Takahama 1 e 2, administrada pela companhia Kansai Electric Power, poderão, teoricamente, funcionar 20 anos mais, apesar de o Japão ter fixado quatro décadas como tempo de duração para a exploração dos reatores.

É a primeira vez que a duração de exploração dos reatores nucleares japoneses se prolonga por mais de 40 anos, o limite estabelecido segundo critérios rígidos para evitar uma nova catástrofe como a de Fukushima em 2011.

Os membros da autoridade de regulação nuclear aprovaram nesta decisão por unanimidade.

Em teoria, Takahama 1 poderá funcionar até novembro de 2034 e Takahama 2 até novembro de 2035.

Os dois reatores estão atualmente paralisados. Grupos de cidadãos contrário à energia nuclear, apoiados pela organização ecologista Greenpeace, recorreram à Justiça no dia 14 de abril para evitar que fossem reativados.

A autoridade de regulação nuclear assinou hoje seu pior fracasso em sua missão, advertiu nesta segunda-feira a ONG em comunicado.

Para o organismo regulador, as unidades Takahama 1 e 2 obedecem às mais estritas disposições técnicas para poder responder corretamente a riscos de catástrofe natural, acidente de avião ou atentado.

 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212