Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Japoneses protestam contra presença militar dos Estados Unidos em Okinawa - Jornal Brasil em Folhas
Japoneses protestam contra presença militar dos Estados Unidos em Okinawa


Militares norte-americanos cometeram mais de 5.800 crimes nas Ilhas Okinawa desde 1972, quando os territórios foram devolvidos ao Japão, informa a agência de notícias do país Kyodo, referindo-se à resolução adotada na véspera por participantes de uma manifestação popular contra a presença norte-americana na região.

Os autores da resolução, que tiveram acesso a dados da polícia de Okinawa, observaram que 571 infrações cometidas por norte-americanos na região, onde está concentrada a maior parte de bases militares do país no Japão, podem ser classificadas como crimes graves.

Em torno de 65 mil manifestantes participaram do evento popular em Naha, capital da província, levando cartazes e gritando A nossa raiva chegou ao limite! e Fora Marinha! [dos EUA]. Os protestos ocorrem na cidade logo depois do homicídio de uma jovem, cujo suspeito é um funcionário da base militar norte-americana.

De acordo com a agência Kyodo, depois desse incidente, outra militar da mesma base foi flagrada embriagada após causar um acidente de trânsito, ferindo dois japoneses. Em março passado, um marinheiro norte-americano foi detido suspeito de estuprar uma japonesa.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que visitou o Japão no fim de maio para participar da cúpula do G7, prometeu medidas preventivas contra esses incidentes, assim como o fortalecimento da disciplina nas Forças Armadas. Entretanto, de acordo com o governador de Okinawa, Takeshi Onaga, essas declarações costumam ser feitas depois de cada crime, porém a situação não muda.

A Kyodo informa ainda que a manifestação foi marcada por apelos de mudança de status dos militares dos EUA no país, para que possam responder perante a Justiça japonesa.

Okinawa representa apenas 0,6% do território do Japão, mas a província abriga 74% da infraestrutura militar dos Estados Unidos e mais de metade das Forças Armadas norte-americanas no Japão. De acordo com a prefeitura das ilhas, Okinawa tem 25,8 mil militares dos EUA.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212