Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Suprema Corte dos EUA amplia proibição sobre armas de fogo para violência doméstica - Jornal Brasil em Folhas
Suprema Corte dos EUA amplia proibição sobre armas de fogo para violência doméstica


A Suprema Corte dos Estados Unidos expandiu nesta segunda-feira os tipos de condenações de violência doméstica que podem gerar a perda de direitos de porte de arma, em uma decisão tomada em meio a um polêmico debate sobre a redução da violência por armas de fogo no país.

Os juízes, em uma decisão por 6 votos a 2, rejeitaram argumentos de que a proibição à posse de armas deveria ser aplicada apenas quando se tem conhecimento de intenções, e não também com conduta imprudente.

Em disputa estava uma lei dos Estados Unidos aprovada há duas décadas que proibia que pessoas condenadas por “contravenções de violência doméstica” possuíssem uma arma de fogo. Escrevendo à corte, a juíza liberal Elena Kagan disse que a lei foi habilitada para “fechar um perigoso hiato”, porque muitos agressores em casos de violência doméstica foram acusados de contravenção em vez de crime.

Kagan disse que o Congresso dos EUA tinha como alvo aqueles condenados sob contravenções de agressão e lesão corporal, e que “agressões imprudentes” também faziam parte do entendimento.

A questão de direito a porte e controle de armas tem sido um grande tópico nos EUA desde que 49 pessoas foram mortas por um homem armado em 12 de junho numa boate em Orlando, na mais letal chacina da história moderna dos EUA.

Após o incidente, projetos de lei para controle de armas foram votadas e derrotadas no Senado, ao passo que democratas da Câmara dos Deputados fizeram protestos exigindo ações para controle de armamentos no país.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212