Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Entidades lançam Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo - Jornal Brasil em Folhas
Entidades lançam Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo


Movimentos sociais da América Latina lançaram hoje (8) a Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo. O lançamento foi feito no Fórum Social Mundial das Migrações, que ocorre na capital paulista até domingo (10), no Clube Tietê, zona norte. Segundo o movimento, a intenção da jornada é combater uma nova ofensiva neoliberal nos países latino-americanos.

“Esta ofensiva é expressa na radicalização das diferentes formas de apropriação e espoliação dos direitos dos povos e nos ataques às populações indígenas, camponesas, trabalhadoras, a mulheres, a jovens e às diversidades raciais, culturais e sexuais, que depois de lutas de resistência recuperaram sua capacidade de ser protagonistas dos processos de mudança e transformação na região”, diz texto do manifesto sobre a jornada.

Entre os movimentos e entidades que participam da jornada estão a Confederação Sindical de Trabalhadores/as das Américas, Coordinadora Latinoamericana de Organizaciones del Campo, La Via Campesina, Marcha Mundial das Mulheres, Amigos da Terra América Latina e Caribe, ALBA Movimentos, Centro Martin Luther King, Capítulo Cubano da ALBA Movimentos, PIT-CNT Uruguay, Campanha para Desmantelar o Poder das Transnacionais e o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC).

“Os golpes de estado consumados no Haiti [2004], Honduras [2009] e Paraguai [2012] e em curso no Brasil mostram que o mercado que domina nossas vidas quer acabar com o processo de transformação recentes realizado pelo povo, que resultaram em mais direitos para todos, maior inclusão social, soberania sobre seus territórios e bens comuns e formas e ferramentas mais democráticas para o exercício político e a participação popular”, diz o texto.

As entidades escolheram o dia 4 de novembro como data de luta contra o neoliberalismo na América Latina. O lema da campanha será: Nenhum Passo Atrás. Povos em Luta pela nossa Integração, Autodeterminação e Soberania, contra o Livre Comércio e as Transnacionais.

“Por quais motivos o neoliberalismo está tão interessado em desestabilizar a nossa região? O primeiro um motivo simbólico, porque foi aqui no nosso continente, na nossa América Latina que nós conseguimos mostrar que um outro mundo é possível, a partir da eleição e do surgimento desses governos que tinham compromisso com uma agenda de promoção de direitos e de inclusão social”, disse Renata Mielli, coordenadora do FNDC.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212