Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Militar acusado de liderar tentativa de golpe na Turquia nega envolvimento - Jornal Brasil em Folhas
Militar acusado de liderar tentativa de golpe na Turquia nega envolvimento


O general Akin Öztürk, ex-comandante das Forças Aéreas da Turquia e apontado como líder da tentativa de derrubar o governo, negou ter participado da rebelião de sexta-feira e inclusive afirmou que tentou impedir o golpe, informou a emissora NTV.

Não sou a pessoa que comandou o golpe do dia 15 de julho de 2016. Não sei quem planejou ou dirigiu este golpe, afirmou o militar em depoimento à procuradoria, segundo o canal.

Essa informação contradiz uma anterior divulgada pela agência de notícias semipública Anadolu, segundo a qual Öztürk tinha confessado intenções golpistas. Essa nota desapareceu pouco depois do site da agência.

Segundo a NTV, Öztürk afirmou que no dia do levante tinha previsto ir ao casamento da filha de um amigo e que teve que cancelar esse plano por motivos de trabalho. Em depoimento, explicou que acompanhou os movimentos militares pela televisão na base de Akinci.

O comandante das Forças Aéreas pediu que eu fizesse algo para que os caças (rebeldes) não fizesem esses voos rasantes. Em cinco minutos fui ao chefe do Estado-Maior, que estava na base, explicou.

Öztürk, detido no sábado, foi levado nesta segunda-feira ao tribunal junto a outros 20 generais sob o pedido de prisão preventiva, com semblante visivelmente abatido e com uma proteção na orelha direita.

Os veículos de imprensa turcos começaram a especular no domingo que Öztürk, principal responsável das Forças Aéreas até agosto do ano passado, era cotado para ser o novo chefe do Estado-Maior se a tentativa golpista desse certo.

Após deixar as Forças Aéreas, foi incorporado ao Conselho Militar Supremo, o órgão militar que determina, entre outras questões, as promoções.

Necdet Özel, que foi chefe do Estado-Maior até agosto, disse à imprensa turca que nunca percebeu que Öztürk tinha intenções golpistas, já que, caso tivesse notado, o teria destituído.

A polícia deteve 103 generais e almirantes das Forças Armadas turcas sob a acusação de estarem envolvidos na tentativa de golpe militar.

O número representa quase um terço dos 356 generais e almirantes que compõem a cúpula das Forças Armadas turcas. Entre eles se encontram os comandantes dos 2º e 3º Exército das forças terrestres.

Os militares são acusados de conspiração para trocar a ordem constitucional pelas armas, resistência armada contra a autoridade, criação de uma organização armada e, em alguns casos, de conspiração e realização de um ataque ao presidente.

Entre os militares com categoria de general, 16 pertencem às Forças Aéreas, 15 são almirantes da Marinha e seis fazem parte da Gendarmaria, segundo a lista completa de nomes publicada pela Anadolu.

Ao todo, 6.023 militares foram detidos, de acordo com os últimos números divulgados pelo primeiro-ministro da Turquia, Binali Yildirim.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212